Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

ARTES VISUAIS

Kobra homenageia Butantan e Fiocruz com painéis inspirados na vacina

Publicado em: 23/02/2021 14:41 | Atualizado em: 23/02/2021 16:34

O artista e muralista brasileiro presentou as entidades com o trabalho e prestou uma homenagem aos cientistas brasileiros (Foto: Acervo de Eduardo Kobra/Divulgação)
O artista e muralista brasileiro presentou as entidades com o trabalho e prestou uma homenagem aos cientistas brasileiros (Foto: Acervo de Eduardo Kobra/Divulgação)


O artista e muralista brasileiro Eduardo Kobra prestou uma homenagem aos cientistas brasileiros e aos dois institutos no país que estão desenvolvendo vacinas contra a covid-19. Nesta terça-feira (23/2), ele entregou duas telas, feitas no início do ano passado, inspiradas na esperança no êxito do desenvolvimento dos imunizantes, para o Instituto Butantan e para a Fiocruz.

"A pandemia de covid-19 só vai acabar com a vacinação em massa. Tomar vacina é mais do que se proteger - é também frear a transmissão do vírus e, assim, proteger toda a coletividade. Vacinar-se, assim que possível, é uma medida de saúde pública e de cidadania. As duas instituições responsáveis pela produção nacional delas completam 120 anos de história justamente em meio a esse momento difícil de pandemia: a Fiocruz celebrou a data em maio do ano passado e o Instituto Butantan comemora nesta terça. Vou presentear ambas com esses trabalhos que fiz meses atrás. A mensagem é uma só: na vacina está nossa esperança. Deixo então a homenagem e a gratidão ao trabalho dos cientistas e de todos os funcionários do Instituto Butantan e da Fiocruz", escreveu Kobra nas redes sociais.


Transformação social

Neste mês, Kobra também dá início ao Instituto Kobra, entidade que aposta na arte como instrumento de transformação social de adolescentes e jovens em estado de vulnerabilidade no Brasil. A instituição deverá promover ações, prioritariamente em comunidades periféricas, levando manifestações artísticas àqueles que costumam ter menos acesso a museus e centros culturais.

Além disso, o instituto vai funcionar como um espaço para promoção de causas por meio da arte. Recentemente, por exemplo, Kobra transformou um cilindro de oxigênio em arte e ajudará, por meio dos recursos obtidos com a venda da peça, a instalar duas usinas de oxigênio que serão entregues à Secretaria Estadual da Saúde do Amazonas.

Dentro das intenções do projeto, estão ainda previstas outras maneiras de promover a cultura, com palestras e oficinas e realização de pinturas públicas em comunidades mais vulneráveis. Além do próprio Kobra, a entidade viabilizará a presença de outros muralistas e grafiteiros, brasileiros e estrangeiros, que, por meio de intercâmbios culturais, irão levar arte e conhecimento a esses jovens de periferia.

Confira as publicações:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 03/03
Secretários estaduais de Saúde pedem mais rigor nas medidas de restrição contra Covid-19
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 02/03
Com 93% de taxa de ocupação de UTIs, Pernambuco decreta mais restrições
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco