Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Opinião
Recife alinhada aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU

José Neves Filho
Secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Prefeitura do Recife

Publicado em: 16/03/2020 03:00 Atualizado em: 16/03/2020 07:07

Para um mundo mais sustentável e inclusivo, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) instituídos pela Organização das Nações Unidas (ONU) constroem um apelo universal para proteção do planeta através de um conjunto de metas que conduzem os governos, empresas e sociedades. Desde 2015, quando culminou por ocasião da Cúpula de Desenvolvimento Sustentável, na Assembleia Geral da ONU, os 17 ODS servem como uma orientação para os países superarem os desafios ambientais, políticos e econômicos mais urgentes.

Baseado na Agenda 2030, a Prefeitura do Recife segue buscando resiliência climática através de programas que estão diretamente ligados aos objetivos e metas propostos, trilhando caminhos e planos de ação para diminuir os transtornos que a crise climática está causando no mundo e, por consequência, na nossa cidade. Em sintonia com a agenda que propõe os governos a erradicar a pobreza, a fome, assegurar educação inclusiva, equalizar os gêneros e as desigualdades, aumentar o emprego e o empreendedorismo e preservar a natureza, o prefeito Geraldo Julio reforça o pioneirismo e efetividade de políticas públicas, em especial no controle e redução da emissão dos Gases do Efeito Estufa e no enfrentamento às Mudanças Climáticas.

Mediante as propostas estabelecidas, a Prefeitura do Recife aplica em seus programas e ações os Objetivos e Metas propostos pela ONU de maneira ambiciosa para a integração das dimensões econômica, social e ambiental do desenvolvimento sustentável. Em um ranking de análise, o ODS 16 é o mais presente dentre as atividades desenvolvidas pela prefeitura. Instituído para promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, está diretamente relacionado a 51 iniciativas, tais como Jardim Botânico do Recife, Mega Mutirão Mais Vida nos Morros, COLAB, Programa Recife Esportes de Rendimento, Proler, Se liga e Acelera Brasil, Classe Hospitalar, entre tantas outras. Em seguida, o ODS 11 que busca tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis, está relacionado a 47 programas, como Parque Capibaribe, Plano de Turismo Criativo, Limpeza Urbana, Plano de Arborização Urbana, Conjuntos Habitacionais, Via Mangue. Já na terceira posição aparece o ODS 4, ao assegurar a educação inclusiva, equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos associada a 46 programas, alguns como Gera Cidadania, Curso de Jardinagem, Escola de Governo, Programa Recife Esportes de Rendimento, Tecnologia na Educação Ambiental, Brinqueducar, Robótica nas escolas.

Com a cidade do Recife assumindo o pioneirismo no enfrentamento às mudanças climáticas, além do compromisso global, do engajamento internacional e de trabalhar pelo engajamento das administrações locais na América do Sul, reconhece também a situação de Emergência Climática global. Isso possibilita que a cidade estabeleça metas de redução drástica das emissões de carbono até 2030 e de Carbono Zero, até 2050.

Mais lidas

mais lidas

Barrados na quarentena   o drama de quem não pode ficar em casa durante a pandemia
Resumo da semana: amor na pandemia, confinamento rastreado e mortes por Covid-19 em Pernambuco
Coronavírus: Como fica a distribuição de merendas na rede municipal do Recife
#FicaemcasacomODiario: Igor de Carvalho
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco