Diario de Pernambuco
Busca

Saúde

Governo lança plano para combater e prevenir dengue, zika e chikungunya

Documento prevê mobilização nos municípios para fazer a contingência das arboviroses em 2024

Publicado em: 22/11/2023 07:33

Mosquito Aedes aegypti transmite arboviroses (Foto: Arquivo)
Mosquito Aedes aegypti transmite arboviroses (Foto: Arquivo)
O governo de Pernambuco lançou o Plano Estadual de Contingência das Arboviroses para 2024.
 
A idéia é  e mobilizar os municípios para ação conjunta voltada para o Dia Nacional de Combate à Dengue, que foi celebrado no último dia 19. 
 
A administração estadual justificou a antecipação do plano.
 
Seguindo a gest]ao Raquel Lyra (PSDB), “altas temperaturas e a ocorrência de chuvas tornam-se a junção perfeita para o surgimento e proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya”.
 
O plano foi lançado na terça (21), pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE). 
 
Esta semana,  serão realizadas atividades educativas com escolas públicas municipais, ações de panfletagem e abordagem  no comércio.
 
Haverá atividades em Olinda e Goiana, na Mata Norte,  além de Pesqueira, na aldeia indígena  Xukuru, no Agreste. 
 
Como é o plano
 
Ainda de acordo com o governo, o documento é constituído de um plano de ação. Estão previstos trabalhos  para o enfrentamento dessas doenças nos municípios pernambucanos.
 
Serão levados em conta  os  perfis epidemiológico e entomológico das arboviroses no Estado e a organização da rede de atenção à saúde para atendimento desses casos. 
 
O Plano Estadual de Contingência está organizado em cinco eixos estratégicos: 
 
Vigilância Epidemiológica
Vigilância Entomológica
Vigilância Laboratorial
 Assistência à Saúde
Comunicação/Mobilização Social 
Gestão. 
 
Para a gestão das ações de Vigilância em Saúde, da Rede de Assistência e Mobilização Social, os municípios deverão ser classificados de acordo com os seguintes cenários:

Preparação
Resposta inicial/oportuna, 
Alerta 
Emergência

 
Cada nível leva em consideração a manutenção de ações de prevenção de cenários endêmicos/epidêmicos das arboviroses; estratégias de controle para diminuir a transmissão da doença e o grau de incidência de casos no território, além do incremento das iniciativas de contingência que proporcionem atendimento adequado aos pacientes, principalmente os que apresentem risco de gravidade, minimizando a ocorrência de óbitos.
 
Dados
 
Até o dia 11 de novembro, tinham sido confirmados em Pernambuco 2.876 casos de dengue e 773 de chikungunya. 
 
O governo informou que ão foram confirmadas incidências de zika.

O atual panorama epidemiológico para as arboviroses,
especialmente a dengue, é de estabilidade com baixo número de notificações. 
 
O pico de casos das arboviroses em Pernambuco vai de março a julho.

Veja cuidados para evitar o mosquito

Deixar as lixeiras bem tampadas;
Colocar areia nos pratos de plantas;
Recolher e acondicionar o lixo do quintal;
Limpar as calhas;
Cobrir piscinas;
Tapar os ralos e baixar as tampas dos vasos sanitários;
Limpar a bandeja externa da geladeira;
Limpar e guardar as vasilhas dos bichos de estimação;
Limpar a bandeja colhetora de água do ar condicionado;
Cobrir bem a cisterna;
Cobrir bem todos os reservatórios de água;
Guardar pneus em locais cobertos;
Deixar garrafas viradas para baixo;
Ter uma raquete para matar o mosquito, sempre que ele esteja por perto;
Colocar mosquiteiro na cama

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL