Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Local

Novo coronavírus

Operação de fiscalização em Ipojuca garante cumprimento do comércio fechado

Publicado em: 23/03/2020 21:09

 (Foto: Secom/Ipojuca)
Foto: Secom/Ipojuca
Uma operação de fiscalização foi realizada nesta segunda-feira (23), primeiro dia útil após o decreto 667/2020 da Prefeitura do Ipojuca que estabelece o fechamento do comércio formal e informal para evitar aglomeração de pessoas por conta do novo Coronavírus. Equipes de diversas secretarias municipais fiscalizaram diversos pontos da cidade, começando pelo Centro do município e seguindo para os distritos de Nossa Senhora do Ó e Camela, percorrendo as principais vias do comércio .

Funcionários das secretarias de Defesa Social, Controle Urbano, Guarda Municipal, Assistência Social, além do apoio da Polícia Militar, verificaram se locais considerados não essenciais abriram as portas, o que contraria os decretos municipal e estadual. "Estamos prosseguindo com o cumprimento do decreto municipal para evitar que os comércios permaneçam abertos, e assim coibir a concentração de pessoas. Caso o proprietário se negue, poderá o estabelecimento ser fechado e multado", destacou o gerente de projetos da Secretaria Municipal de Defesa Social, Geneci Nascimento.

Apenas poucos locais insistiram na abertura dos estabelecimentos. A grande maioria dos proprietários obedeceu a exigência. Pela determinação, só atividades como farmácias, mercados, padarias, postos de gasolina, estabelecimentos de venda de gás e água mineral, além de restaurantes que possuem os serviços de entrega e retiradas estão autorizados a permanecerem abertos.
 (Foto: Secom/Ipojuca)
Foto: Secom/Ipojuca

"O vírus já chegou em várias cidades e o risco de contaminação é grande, por isso é importante, sim, a medida para evitar que as pessoas fiquem próximas nos ambientes. O trabalho é correto, pois nossa população precisa estar segura", disse o motorista José Silva. A auxiliar de serviços gerais Vanuza Lopes, também reconheceu a necessidade da medida. "Só assim nós vamos passar por essa crise com saúde e segurança. Eu mesmo tenho uma filha que está grávida e estou preocupada com a situação dela", afirmou a moradora do Ipojuca.

Adilson Ferreira, proprietário de uma loja de venda de bicicletas no distrito de Nossa Senhora do Ó, foi um dos comerciantes que acatou a determinação. "Entendo que seja uma medida para o bem de todos os funcionários, da minha família e dos demais cidadãos do Ipojuca", reforçou.

Praias

Neste segundo dia de interdição das praias, os avisos sonoros informando a proibição permanecem nas principais alamedas de acesso ao mar e a aceitação das pessoas em relação à medida só cresce. A prefeita Célia Sales gravou um vídeo para agradecer a compreensão dos ipojucanos e reforçou a necessidade de que todos fiquem em casa.

Equipes de salva-vidas, Guarda Municipal e agentes de Controle Urbano orientavam os que apareceram nas praias para tomar banho a ficarem em quarentena. "Na abordagem os agentes da Prefeitura mostram o decreto municipal que determinou a restrição de pessoas nas praias, rios e mangues da cidade nesse período de epidemia do Coronavírus", destacou comandante da divisão de salvamento marítimo do Ipojuca, Júnior Selva. O comércio na praia já estava suspenso desde o último sábado (21).
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), presidente da Alepe
Unicap continua com as inscrições abertas para Vestibular 2022
Bruno Becker, da chapa Náutico Sustentável, divulga projetos para o Timbu
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Romero Sales Filho (PTB)
Grupo Diario de Pernambuco