Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Local

Meio Ambiente

Manchas de óleo chegam à praia de Tamandaré

Publicado em: 18/10/2019 08:11 | Atualizado em: 18/10/2019 12:00

Foto: Reprodução/Instagram. (Foto: Reprodução/Instagram.)
Foto: Reprodução/Instagram. (Foto: Reprodução/Instagram.)
As manchas de óleo que atingem o litoral do Nordeste chegaram à Praia dos Carneiros, no município de Tamandaré, no Litoral Sul de Pernambuco. Na manhã desta sexta-feira (18), uma força-tarefa formada pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Marinha, Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e Ibama sobrevoa a região para monitorar o avanço do material.

Três vestígios do combustível foram encontrados na praia de São José da Coroa Grande, nesta quinta-feira (17). Foram coletados 1,2 mil litros de óleo em alto mar, com a ajuda de helicópteros e embarcações. A corrente marítima e o vento facilitaram o avanço dos fragmentos para outras localidades.

A mancha de aproximadamente um metro de diâmetro apareceu próximo à foz do Rio Una. Por isso, estão sendo feitas barreiras de contenção nos estuários dos rios Persununga e Maracaípe.

SAIBA MAIS


Contenção no Litoral Sul tenta evitar chegada do óleo às praias pernambucanas

Navio da Marinha encontra barril de óleo na costa do Rio Grande do Norte

Foto: Reprodução/Instagram. (Foto: Reprodução/Instagram.)
Foto: Reprodução/Instagram. (Foto: Reprodução/Instagram.)

Moradores, turistas, pescadores e equipes de órgãos do governo estão em mutirão para retirar o óleo das praias desde às 5h desta sexta, quando as manchas chegaram. Com o avanço do combustível, o risco de atingir a Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais, que vai do litoral sul de Pernambuco e litoral norte de Alagoas, aumenta.

Carneiros foi a localidade mais afetada. A Praia da Boca também foi atingida e os primeiros vestígios começaram a aparecer por volta das 10h. Centenas de voluntários estão envolvidos para a limpeza da orla. Donos de restaurantes fecharam as portas para reforçar o trabalho de remoção com seus funcionários. Voluntários utilizam boias, cabos, embarcações, sacos plásticos, tratores e caminhões na mobilização.

Um posto de monitoramento aéreo foi montado em Carneiros e outro no farol do Forte de Tamandaré. Há uma semana foi criado um gabinete de crise para monitorar a chegada do produto. "Ainda é cedo para mensurar a quantidade de óleo, mas já limpamos cerca de 25 toneladas do material. Os arrecifes estão sendo monitorados e o Parque Ecológico também, porque é uma das regiões que corre o risco de ser atingida. A prefeitura está empenhada para que as praias fiquem limpas o mais rápido possível", comentou o prefeito de Tamandaré, Sérgio Hacker.

A partir desta sexta, uma Sala de Situação será instituída no Palácio do Campo das Princesas, no Centro do Recife, para monitorar as manchas. Desde o aparecimento do óleo no litoral do Nordeste, 19 localidades foram atingidas em Pernambuco, de acordo com o IBAMA. As reuniões compõe representantes das Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Estado, da Defesa Civil e da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), que atuam no caso.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
De 1 a 5: artistas que trabalham com barro
Sobe, Lia, sobe.
João Alberto entrevista Larissa Lins
Como se preparar para as provas do SSA 3 da UPE
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco