Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Política

Eleições 2020

Em meio a pandemia, PT Recife realiza reunião virtual e pode tirar Marília Arraes da disputa municipal

Publicado em: 25/03/2020 19:46

 (Marlon Diego/ Esp DP)
Marlon Diego/ Esp DP

Uma reunião da executiva municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), deliberou, nesta terça-feira (24), a realização de um encontro do Diretório de Recife, mantendo, assim, a agenda programada para o dia 29 de março. Por meio de videoconferência, contando com a participação exclusiva dos integrantes diretório, a reunião pode definir a tática eleitoral para as eleições na capital, incluindo a definição, ou não, do nome de Marília Arraes (PT) para a disputa.     


Os petistas têm se reunido por meio de videoconferência para seguir as determinações de isolamento social do Governo de Pernambuco e do Ministério da Saúde. Nesta semana, em meio a pandemia de coronavírus, o Estado proibiu a reunião de mais de 10 pessoas. Somente o Diretório de Recife conta com 46 membros. 


Como não integra o Diretório, a deputada federal Marília Arraes não participa da reunião. Mas, ainda pode agir internamente para influenciar no resultado da votação a seu favor. "Ela não faz parte do diretório, mas ela tem lá o assento por seus representantes. O diretório é composto por 44 pessoas mais o assento dos dois vereadores. Desses 46, Marília tem a composição de 8 membros", explica Cirilo Mota, presidente do PT Recife.


Ainda sobre a pauta da reunião, o petista explicou que o Encontro Municipal também será tema. "A gente tem a possibilidade de realizar esse encontro daqui a 30 dias ou ter outro formato. A definição da tática pode sim ser decidida por reunião do diretório. Vamos abrir as várias possibilidades", disse Cirilo.


A deputada Marília Arraes foi procurada para comentar o assunto, mas não quis se posicionar e informou por sua assessoria que esses "são assuntos que devem ser tratados internamente, principalmente nesse momento de mobilização das pessoas para combater o avanço da pandemia". 

 

No dia 13 de março, a executiva nacional do PT, esteve reunida em Brasília para discutir as eleições municipais 2020 e deliberou o lançamento da candidatura própria em todas as capitais do Nordeste. Tendo a nota, chegado a citar nominalmente a deputada federal Marília Arraes como uma das postulantes. Apoiada na deliberação da Nacional, a deputada seguiu com a campanha e lançou o slogam "Recife do lado esquerdo do peito".


O diretório petista de Recife e de Pernambuco reagiu fortemente ao apoio da nacional dado a Marília e questionou a atribuição de autoridade do partido no Estado e na Capital. O principal argumento para questionar a deliberação da nacional, defendido principalmente pela ala que defende aliança do PT com o PSB no Recife, é que os filiados e dirigentes podem exercer seu direito de votar na tática eleitoral, em "respeito a democracia interna". Na última semana, uma nota do PT Recife desautorizou a deputada a estabelecer conversas e acordos com outros partidos.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.

Mais lidas

mais lidas

De 1 a 5: discos da música brasileira para ouvir na quarentena
Barrados na quarentena   o drama de quem não pode ficar em casa durante a pandemia
Resumo da semana: amor na pandemia, confinamento rastreado e mortes por Covid-19 em Pernambuco
Coronavírus: Como fica a distribuição de merendas na rede municipal do Recife
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco