Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Ciência e Saúde

CUIDADO

Saiba quais os perigos de soltar fogos de artifício e confira dicas de segurança

Publicado em: 31/12/2019 08:10

 (Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação)
Foto: Corpo de Bombeiros/Divulgação
O réveillon se aproxima e nessa data a tradição é soltar fogos de artifício que enfeitam o céu e chamam atenção de todos à meia-noite. Mas, para manusear esses objetos, é preciso ter alguns cuidados. O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais dá algumas dicas para prevenir acidentes e não tornar uma data especial em tragédia.

A primeira recomendação é evitar a compra de material clandestino. Nas lojas credenciadas, os vendedores são treinados para orientar aos usuários sobre as medidas de segurança. Estas casas possuem iluminação blindada contra explosões, extintores e porta corta-fogos para evitar a propagação de incêndios.

Em vídeo, o tenente Alexandre Gimenes explica como utilizar fogos de artifício em segurança:



Precauções
Sempre leia e siga as instruções na embalagem;
Sempre use fogos em locais abertos;
Sempre armazene fogos em local frio e seco;
Sempre solte fogos sob a supervisão de adultos e de acordo com a sua idade;
Nunca tente reutilizar os fogos que tenham falhado;
Nunca atire fogos na direção de outras pessoas;
Nunca atire fogos de lugares fechados, como carros ou residências;
Nunca faça experiências, modifique ou tente fazer seus próprios fogos de artifício;
Nunca utilize fogos após ingerir bebidas alcóolicas;
Não desmontar os fogos;
Não fumar dentro dos estabelecimentos que vendem fogos;
Antes de usar um produto, ler cuidadosamente as instruções impressas nas embalagens e ter cuidado ao segurar os fogos para evitar acidentes.
 
Em caso de acidentes
De acordo com o Corpo de Bombeiros, os acidentes com fogos de artifício podem causar queimaduras, amputação dos dedos e até da mão, além de lesão nos ouvidos. Se uma bombinha explodir próximo dos olhos, por exemplo, ainda pode causar cegueira.

Em caso de acidentes, os bombeiros recomendam que a pessoa procure por socorro. Enquanto não houver atendimento no hospital, deve-se cobrir a queimadura com um pano limpo e ficar atento:
Nunca fure as bolhas. Elas servem para proteger a área queimada;
Não retire roupas grudadas, fragmentos de objetos ou graxas das lesões;
Não use pomadas sem ordem médica, nem toque as lesões com as mãos;
Se houver sangramento, faça um curativo com gaze ou um pano bem limpo.

Saiba qual usar
Cada tipo de produto pirotécnico tem uma classificação, de acordo com o seu poder de explosão ou queima. Essa classificação, que está adequada a idade do usuário e de acordo com a norma do Ministério do Exército, constam na embalagem dos produtos, descritas como abaixo:

Classe A (Infantil) - Podem ser vendidos a menores e sua queima é livre (recomendável assistência de adultos)
Classe B (Juvenil) - Podem ser vendidos a menores, mas a sua queima é proibida em terraços, portas ou janelas que tenham proximidade com vias públicas (também sob a assistência de adultos).
Classe C (Adulto) - Venda proibida a menores de 18 anos.
Classe D (Profissionais) - Venda proibida a menores de 18 anos em qualquer hipótese. Só pode ser queimado com licença prévia da autoridade competente.

(Com informações do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais)
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Estudo revela potenciais danos cerebrais decorrentes da Covid-19
Seminário discute novo marco legal do saneamento básico
Notícias do dia: Enem só em 2021, Bom Jesus entre as ruas mais belas e gays podem doar sangue
Moro: Lula e Bolsonaro são extremos a serem evitados
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco