Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Notícia de Ciência e Saúde

DESCOBERTA

Pesquisadores descobrem espécie inédita de dinossauro no Paraná

Por: AE

Publicado em: 26/06/2019 21:30

(foto: Divulgação/Rodolfo Nogueira)
Media cerca de 80 centímetros de altura e 1,5 m de comprimento. Carnívoro, se alimentava de pequenos animais. Bípede, com três dedos no pé, o do meio servia para a locomoção. É o Verspersaurus paranaensis, o primeiro dinossauro encontrado no Paraná - e, até o momento, o único do tipo no Brasil. 

Estudos indicam que a espécie viveu há 90 milhões de anos em uma região desértica, no sudoeste brasileiro, durante o período cretáceo. Dezenas de fósseis do animal foram localizados em um sítio, na cidade de Cruzeiro do Oeste (a 530 quilômetros de Curitiba).

A pesquisa foi realiza por meio de parceria entre pesquisadoras de Cruzeiro do Oeste, da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e da Universidade de São Paulo (USP), campus de Ribeirão Preto.

Os resultados dos trabalhos e as informações relativas ao Vespersaurus paranaensis foram divulgados à imprensa nesta quarta-feira, 26, em um evento realizado em Maringá (a 426 quilômetros de Curitiba), sede da UEM. A pesquisa também foi publicada como artigo cientifico na revista internacional Scientific Report nesta quarta.

Um grupo de cerca de 10 pesquisadores, entre alunos e professores nas áreas de história, geologia e paleontologia, realizaram as escavações e análises. Tomografias e simulações digitais indicaram o possível modo de vida do Vespersaurus.

Cruzeiro do Oeste, município do interior do Paraná, já era referência em trabalhos paleontológicos. Por lá, já foram encontrados fosseis de lagarto e pteurossauro em um sítio.

Uma das responsáveis pela descoberta do dinossauro paranaense é a historiadora do laboratório de paleontologia de Cruzeiro do Oeste, Neurides de Oliveira Martins. Ela realizava um estudo em um bloco de arenito retirado de um sítio arqueológico da cidade quando localizou itens até então desconhecidos.

"Comecei a encontrar ossos de pterossauro. No entanto, percebi ossos diferentes. Encontrei material da parte pélvica do indivíduo e comecei a fazer estudos sozinha, no laboratório de paleontologia. Comecei a estudar fóssil por fóssil. Uma vértebra, uma vértebra caudal, até perceber que era um pé de dinossauro. Foi uma surpresa grande, mas, se tratando de Cruzeiro do Oeste, a gente pode encontrar de tudo", disse. Na sequência, especialistas da UEM e da USP foram convidados a trabalhar no material.

Segundo os pesquisadores, um dos diferenciais é que esse fóssil indica que o Vespesaurus paranaensis é o mais completo terópode do Brasil: 40% dos ossos do dinossauro foram localizados. O terópode é um tipo de dinossauro que ficava de pé. O mais conhecido deles é o tiranossauro.

"Com o que temos, sabemos que o Vespersaurus era bípede, vivia em uma região desértica, tinha braços pequenos, vértebras altamente perfuradas, com sacos aéreos, dedo central alongado, com base no qual se locomovia. Os dois dedos laterais tinham forma de lamina que serviam para cortar o que ele capturava", explicou Max Langer, pesquisador da USP-Ribeirão Preto, um dos responsáveis pelo trabalho.

Vespersaurus paranaensis

O nome dado ao animal vem de "vesper" (oeste/noite, em latim), "sauros" ( lagarto, em grego) e paranaenses porque foi encontrado no Paraná. De acordo com os pesquisadores, essa espécie era um tipo raro, com registros apenas na Argentina e em Madagascar.

Nos anos 1970 foram encontrados os primeiros fósseis de animais que viveram há milhões em Cruzeiro do Oeste. Desde os anos 2010, mais pesquisas têm sido realizadas na cidade. Em 2014, uma trabalhou apresentou fósseis de lagarto e um ptesossauro, espécie que tinha asas, um "primo" dos dinossauros.

O local em que o Vespersaurus foi encontrado é uma área de 400 metros quadrados. Os fósseis estavam em um espaço de 25 metros quadrados. Por esse motivo, pesquisadores estão animados com a oportunidade de localizar novos itens que possam contribuir com as pesquisas paleontológicas.

"O campo está aberto a todos os pesquisadores. Não queremos que fique apenas com um grupo específico", afirmou Neurides de Oliveira Martins.

O Vespersaurus paranaensis é a oitava espécie de terópode encontrada no Brasil. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Sobre Vidas: Nivia e o empoderamento de mulheres no Coque
DP Auto na Tóquio Motor Show - Tudo sobre a Nissan
Sérum, pele natural, sombras coloridas e blush cremoso
Resenha SuperEsportes: o quase do Sport, sub-20 do Santa e eleições no Náutico
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco