Diario de Pernambuco
Busca

INFRAESTRUTURA

Aeroporto de Caruaru com nova promessa de decolar

Ministério de Portos e Aeroportos anunciou investimentos da ordem de R$ 140 milhões para obras de melhoria na infraestrutura do terminal

Publicado em: 28/02/2024 08:49

Equipamento é considerado um polo estratégico para mais de 25 cidades do Agreste (Foto: Flávio Japa)
Equipamento é considerado um polo estratégico para mais de 25 cidades do Agreste (Foto: Flávio Japa)

O Aeroporto Oscar Laranjeiras, localizado em Caruaru, no Agreste, está novamente na pauta de investimentos em Pernambuco. Desta vez, o compromisso assumido é na ordem de R$ 140 milhões, capitaneados pelo Ministério dos Portos e Aeroportos. O terminal, considerado polo estratégico para mais de 25 cidades da região, já foi submetido a obras estruturais entre 2020 e 2021, mas que ainda não conseguiram impulsioná-lo a contento da demanda de lazer, comércio e serviços. A governadora Raquel Lyra (PSDB), ao lado do titular da pasta federal, Silvio Costa Filho (Republicanos), cumprem agenda na cidade, nesta sexta-feira, com a promessa da liberação da ordem de serviço para as obras, até o fim deste ano.

“É um desejo do presidente Lula que a gente possa, efetivamente, retirar do papel esse volume de investimentos em Caruaru. Estamos diante de um compromisso que eu abracei, desde que assumi o ministério, tendo em vista se tratar de uma operação estratégica para o Agreste e o Sertão, levando uma melhor acessibilidade para a população pernambucana. É um passo relevante para o desenvolvimento, não apenas no turismo de lazer, mas também nos negócios, adicionando ainda um grande centro logístico para escoamento da produção de importação e exportação”, explicou o ministro Silvio Costa Filho.

As intervenções incluem a ampliação da pista principal, requalificação de toda a rede de iluminação, espaço de acomodação interna e externa, estacionamento, um novo terminal de cargas pesadas, entre outros pontos. Conforme o gestor, o projeto básico já está pronto e o modelo de engenharia vem sendo formatado. “Estamos trabalhando para que ele fique pronto em três meses, para entre julho e agosto já lançarmos a licitação. Até o final de 2025, início de 2026, nós já devemos estar com esse aeroporto pronto e dando muitos resultados positivos”, completou Costa Filho. “Quando você leva um aeroporto mais amplo para a cidade, à medida em que o avião desce, a cidade decola”, disse.

Para o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Pernambuco (Fecomércio-PE), Bernardo Peixoto, um aeroporto mais consolidado deve impactar a geração de renda. “Para além da criação de postos de trabalho, durante as obras e em sua operação, o equipamento deve trazer um salto no desenvolvimento. Estamos falando de um perímetro que é uma referência, por exemplo, no polo de jeans e demais confecções, sendo responsável por uma grande fatia de toda a produção do país. São impactos no setor de transporte, mas que devem repercutir no aquecimento das vendas. Observamos este anúncio, mais uma vez com otimismo, como já ocorreu no passado e aguardamos sua efetivação”, destacou Peixoto.

O ministro anunciou parcerias conjuntas que envolvem, além da União, o estado e o município. A nova realidade também passa pela disponibilidade de mais destinos. “Já iniciamos as tratativas com a Azul e também outras companhias, que têm se mostrado bastante interessadas neste fortalecimento da malha aérea. Já enxergamos ligações como Caruaru à São Paulo, Brasília e muitos outros locais”, completou o titular da pasta, lembrando esforços para a disponibilização de recursos para outros aeroportos, a exemplo de Petrolina, Serra Talhada e Araripina. 

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL