Diario de Pernambuco
Busca

Acidente

Documentação sobre brinquedos do Mirabilandia será revisada pelo Crea

Parque segue interditado desde o dia 22 de setembro, após professora ser arremessa de atração

Publicado em: 03/10/2023 10:03 | Atualizado em: 03/10/2023 10:42

Parque foi interditado após acidente em brinquedo  (Foto: Arquivo/Diario de Pernambuco)
Parque foi interditado após acidente em brinquedo (Foto: Arquivo/Diario de Pernambuco)
Os documentos entregues pelo Mirabilandia ao Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) serão repassados para o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Pernambuco (Crea-PE) para uma análise técnica. 
 
A reunião entre os representantes dos órgãos foi feita nesta segunda-feira (02).
 
A documentação precisou ser entregue após a professora Dávine Muniz, de 34 anos, ser arremessada do brinquedo “Wave Swinger” no dia 22 de setembro.
 
De acordo com o secretário-executivo de Justiça e Promoção dos Direitos do Consumidor, Anselmo Araújo, o Procon Pernambuco protocolou um pedido de apoio técnico para análise da documentação apresentada pelo Parque Mirabilândia em decorrência da interdição promovida pelo órgão.
 
O Procon está responsável pela análise jurídica dos documentos e o Crea vai analisar os documentos de engenharia e certidões de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), bem como laudos apresentados pela empresa.

Entre os documentos entregues pelo parque de diversões estão o Atestado de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB),  Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) e todos os brinquedos e licenças para o funcionamento cedidas pela Prefeitura de Olinda, Corpo de Bombeiros e vigilância sanitária.

O secretário ressaltou que “o parque segue interditado até que toda a análise da documentação seja concluída e seja constatado que o Parque oferece todos. Condições de segurança para ser liberado para os consumidores pernambucanos”.

Recurso

O Mirabilandia pretende recorrer da decisão de transferir a professora Dávine Muniz para o Hospital São Marcos, no bairro Paysandu, no Recife.
 
Atualmente a vítima está internada em estado grave no Hospital da Restauração (HR), no Derby.

A determinação da transferência de hospital foi dada nesta segunda-feira (2).
 
O juiz da Diretoria Cível do 1º Grau determinou a "transferência da autora para o Hospital São Marcos, para fins de internamento, tratamento médico-hospitalar e/ou eventual procedimento cirúrgico, conforme prescrição médica, às expensas da parte determinada".

O Mirabilandia tem até as 15h desta terça-feira (3) para realizar a transferência.
 
Caso não seja feita, o parque de diversões estará sujeito a uma multa diária de R$ 5 mil, limitada ao valor de R$ 100  mil.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL