encontro Após reunião, Eduardo Bolsonaro declara ter apoio do ministro de Relações Exteriores

Por: Danielle Santana - DP

Publicado em: 12/07/2019 11:45 Atualizado em: 12/07/2019 12:22

Arthur Max/Ministério das Relações Exteriores
Arthur Max/Ministério das Relações Exteriores
O deputado Eduardo Bolsonaro se reuniu com o chanceler Ernesto Araújo nesta sexta-feira (12), após o encontro o parlamentar afirmou ter recebido o apoio do ministro das Relaçõe Exteriores para assumir a embaixada do Brasil em Washington. 

Perguntado sobre suas qualificações para assumir o cargo, considerado um dos mais importantes na diplomacia brasileira, Eduardo comentou: "Já fiz intercâmbio, já fritei hambúrguer lá nos EUA, no frio do Maine, estado que faz divisa com o Canadá. No frio do Colorado, numa montanha lá, aprimorei meu inglês. Vi como é o trato receptivo do norte-americano para com os brasileiros."

Eduardo ainda disse que existe um trabalho sendo feito para que ele tenha condições de assumir o cargo, "Sou presidente da Comissão de Relações Exteriores, tenho uma vivência pelo mundo (...) Certamente precisaria contar com a ajuda dos colegas do Itamaraty, dos diplomatas, porque vai ser um desafio grande. Mas tem tudo para dar certo", completou.

O parlamentar comentou que deve se reunir com seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, até o domingo (14), para definir a questão. Caso seja indicado, o deputado acredita que só precisará renunciar ao mandato após a sabatina no Senado e sua confirmação no Plenário da Casa. 

O chanceler Ernesto Araújo teria expressado apoio ao nome de Eduardo, "Acredito que agora falta só conversar com o presidente Jair Bolsonaro e reafirmar se essa mesma a vontade dele, se ele mantém o que tem dito. Esta tudo na esfera da cogitação e tudo encaminhado", finalizou o deputado. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.