Diario de Pernambuco
Busca

CULTURA

Margareth Menezes celebra retomada da Conferência Nacional de Cultura

Ministra da Cultura realizou um café da manhã com a imprensa para a abertura da 4ª Conferência Nacional de Cultura, que ocorre em Brasília

Publicado em: 04/03/2024 21:51 | Atualizado em: 04/03/2024 21:46


A ministra da Cultura, Margareth Menezes, conversou com a imprensa antes do início da 4ª Conferência Nacional de Cultura (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)
A ministra da Cultura, Margareth Menezes, conversou com a imprensa antes do início da 4ª Conferência Nacional de Cultura (foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

A ministra da Cultura, Margareth Menezes, realizou um café da manhã com jornalistas nesta segunda-feira (04) para comentar a retomada da Conferência Nacional de Cultura, que ocorre em Brasília, após hiato de dez anos. Do encontro, sairá o novo Plano Nacional de Cultura. Entre os assuntos, a ministra destacou a pluralidade da identidade brasileira e a reconstrução da pasta. 

 

"Estamos em um movimento de reconstrução, porque só o fato da desconstrução do ministério (mostra que) não houve a continuidade de execução das políticas da última conferência (em 2013) que foi feito o Plano Nacional de Cultura", iniciou a ministra.

 

"A nossa identidade nacional naturalmente é diversa, não há uma que impere sobre outra, Brasil é um país continental. O contexto cultural é memória de identidade e tem que ser respeitada. Estaremos ouvindo também novas pautas, a representação dos povos originários, das pessoas negras, todos os territórios do Brasil e estamos buscando atender a coisas que ficaram pelo caminho mas que são factíveis. Teremos que contemplar, por exemplo, políticas para a cultura digital", acrescentou. 

 

Ela também comentou sobre a cultura ser uma política de estado. "Queremos atender a todo o Brasil e contamos com o apoio do nosso setor. É fato que a cultura brasileira é um grande legado, de uma grande riqueza, e é uma grande ferramenta de transformação. Agora, para a cultura ser uma política de Estado é preciso que a sociedade também a reconheça", afirmou.

 

A ministra da Cultura também destacou a entrada da pasta no Novo PAC, que garante verba para a criação de centros culturais, restauração de patrimônio histórico, de acervo de bibliotecas e a construção do Museu da Democracia. Além disso, afirmou que está em negociação com o governo do Distrito Federal para finalizar as obras do Teatro Nacional, em Brasília, que está fechado há cerca de 12 anos.

 

 

4ª Conferência Nacional de Cultura

 

A 4ª CNC inicia nesta segunda-feira (04) e tem programação gratuita e aberta ao público até sexta-feira (08). O encontro reúne produtores culturais de todo o Brasil para discutir temas que estarão no Plano Nacional de Cultura. O evento ocorre no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília.

 

 

Confira as informações no Correio Braziliense

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL