MÚSICA

Prodígio do violão clássico, Gabriele Leite lança primeiro álbum

Repertório conta com obras de Sérgio Assad, Edino Krieger, Heitor Villa-Lobos e William Walton

Publicado em: 09/11/2023 11:54 | Atualizado em: 09/11/2023 18:39

Disco de estreia de Gabriela Leite foi lançado nesta quarta-feira (Crédito: Divulgação)
Disco de estreia de Gabriela Leite foi lançado nesta quarta-feira (Crédito: Divulgação)
Em 2020, a violonista Gabriele Leite foi aceita no mestrado em Performance Musical da Manhattan School of Music, em Nova York, com bolsa integral da Sociedade Cultura Artística. A artista sentiu que seu trabalho tinha uma sensibilidade que merecia chegar mais facilmente aos amantes da música, e gravou seu primeiro álbum: "Territórios". A obra foi lançada na última quarta-feira (8) e está disponível em formato Vinil e em todas as plataformas digitais. 
 
“Eu estou muito animada com o lançamento. Acredito que vai ser histórico por ser distribuído em formato de LP. Eu não conheço nenhum jovem violonista clássico no Brasil e no mundo realizando esse tipo de estreia”, comemora a artista. O primeiro single “Melodia Sentimental”, composição de Heitor Villa-Lobos, chegou às plataformas de streaming no dia 3 de novembro.
 
Após o fim do curso, a artista permaneceu nos Estados Unidos e atualmente é doutoranda em Performance Musical pela renomada Stony Brook University - também em Nova York. E foi na “Big Apple” que Gabriele gravou o seu aguardado álbum de estreia, pela gravadora Rocinante. 
 
“Sempre foi meu sonho de criança gravar um álbum, afinal, foi a partir de um que eu me inspirei a tocar violão clássico”, conta a musicista. “O sentimento é como ganhar a primeira maratona: algo que me preparei por muitos anos, cumprindo pequenas metas e desafios, e, finalmente, chegou o grande momento", completa.
O repertório escolhido também é um espelho dessa “maratona”. Conta com obras dos compositores brasileiros Sérgio Assad, Edino Krieger e Heitor Villa-Lobos e do inglês William Walton. “Eu fiquei muito à vontade para escolher o repertório, que eu considero como uma representação de anos e anos de dedicação à música”, relembra Gabriele. 
 
Através desse passeio pela música clássica do século XX, Gabriele traz seu próprio olhar e visão artística. “São peças de alta dificuldade técnica e que já foram gravadas por grandes nomes do violão mundial. Mas eu quis trazer o meu ponto de vista e meu discurso”, explica.
 
Para além da estreia do álbum, Gabriele começará seu segundo ano de Doutorado nos Estados Unidos e já está com a agenda aberta para concertos em 2024. “Muitas coisas lindas estão por vir e eu não vejo a hora de continuar abrindo espaços”, conclui. 

SOBRE GABRIELE LEITE
Mestre pela Manhattan School of Music e Doutoranda pela Stony Brook University, Gabriele foi selecionada como uma das 30 celebridades abaixo dos 30 anos pela revista Forbes Magazine em 2020. Em 2022 recebeu o prêmio: “Segovia e Rose Augustine” pela Manhattan School of Music.

Além da carreira solo a violonista também atua como camerista dentro do duo de violão com o violonista gaúcho Eduardo Gutterres. É cofundadora da BCGC – Brazilian Classical Guitar Community - plataforma para publicação e veiculação de gravações on-line de compositores brasileiros como Heitor Villa-Lobos, Vicente Paschoal e Elodie Bouny. 

Gabriele foi indicada pelo Consulado Brasileiro em Nova York para realizar o concerto de abertura da cerimônia de posse do Brasil para o mandato de 2 anos do Conselho de Segurança da ONU e também fez a abertura musical do jantar de gala do evento “Person of the Year 2022”, organizado pela Brazilian-American Chamber of Commerce em Nova Iorque/EUA.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL