Diario de Pernambuco
Busca

CINEMA

Curta pernambucano 'Dinho', de Léo Tabosa, é destaque no 33º Cine Ceará

Filme é protagonizado por Hermila Guedes e conta história de reconciliação entre mãe e filho

Publicado em: 28/11/2023 11:05

 (Divulgação)
Divulgação
Destaque na programação de curtas-metragens do 33º Cine Ceará - Festival Iberoamericano de Cinema, o filme Dinho, do cineasta Léo Tabosa (dos premiados Tubarão, Nova York, Marie), foi exibido ontem na mostra competitiva, no Cineteatro São Luiz, com recepção acalorada do público e da imprensa. A trama se passa no Sertão e acompanha Dinho, um menino que mora com a tia e foi abandonado pequeno pela mãe (Hermila Guedes), que foi morar na capital e agora retorna para reatar os laços com ele. 

Com fotografia do cineasta cearense Petrus Cariry (Mãe e filha, Mais pesado é o céu), o filme é composto por quadros quase sempre estáticos e que expressam ao mesmo tempo uma desolação sentida pelo personagem, no cenário vasto que o cerca, e um encantamento já reconhecível na filmografia de Léo Tabosa com a beleza paisagística do Sertão. Dinho flerta ainda com questões de identidade e sexualidade, ainda que não seja exatamente sobre isso - o que torna o debate ainda mais saudável por incorporar esse elemento à narrativa com naturalidade.

Diretor de cinema, roteirista e produtor cultural, Léo é mestrando do Programa de Pós-graduação em Indústrias Criativas da Universidade Católica de Pernambuco e sócio-diretor da Pontilhado Cinematográfico. É idealizador e Diretor Artístico do Cine Jardim – Festival Latino-Americano de Cinema de Belo Jardim – (Belo Jardim – Pernambuco – Brasil) e da Mostra Curta Vazantes: Cinema em Comunidade (Aracoiaba – Ceará – Brasil).
Tags: pernambucano | cinema | tabosa | léo | dinho |

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL