EXPOSIÇÃO

Oficina gratuita conta história das calçadas do Recife para jovens neurodivergentes

Aulas acontecerão de outubro a novembro, duas vezes por semana, das 14h às 16h30

Publicado em: 10/10/2023 16:40 | Atualizado em: 10/10/2023 17:00

Oficina é voltada para jovens neurodivergentes, especialmente àqueles com deficiência visual, a partir de 12 anos (Crédito: Divulgação)
Oficina é voltada para jovens neurodivergentes, especialmente àqueles com deficiência visual, a partir de 12 anos (Crédito: Divulgação)
Quem caminha pelo centro do Recife certamente já se deparou com obras de arte a céu aberto. As emblemáticas calçadas de pedra, uma herança portuguesa, serão o tema de uma oficina gratuita direcionada para jovens neurodivergentes, com ênfase aos que apresentam deficiência visual. “Calçadas: uma história sob nossos pés” acontece entre os dias 17 de outubro e 14 de novembro, no auditório do Centro de Artesanato de Pernambuco, localizado no bairro do Recife. Ao todo serão nove encontros, sendo duas aulas por semana, nas terças e quintas, das 14h às 16h30.

Além de conhecer a história por trás dos desenhos e da origem do material utilizado para a criação dos mosaicos, os jovens, a partir dos 12 anos, vão poder participar de atividades com estímulos sensoriais táteis, que vão auxiliar no processo de aprendizagem. Originalmente, as calçadas eram feitas com pedras calcárias pretas e brancas. Hoje, o material usado não é mais o mesmo e muitos desenhos sobre os quais caminhamos foram criados pelo arquiteto Geraldo Santana. 

Com o objetivo de ampliar a percepção do ambiente onde estão inseridos, a oficina também promove a socialização através dos encontros. Os alunos vão participar de um tour guiado pelas ruas do Recife para explorar de perto as calçadas, ocupar os espaços e ter uma melhor compreensão do que será trabalhado. Uma dessas ruas é a Marquês de Olinda, no bairro do Recife, que apresenta duas expressões diferentes de desenhos: os botânicos e as ondulações. 

Após passar por uma imersão no universo das calçadas, os jovens vão colocar a mão na massa e terão a oportunidade de criar um grande painel com mosaicos de papel, papelão e MDF, que farão parte de uma exposição na conclusão do projeto.

Os encontros serão conduzidos pelos educadores Dayse Lunna, que é historiadora e Saulo Nogueira, criador do Porãozinho dos ventos – Espaço Vida, que realiza atividades com jovens neurodivergentes há seis anos. De acordo com o professor, essa vivência vai trazer diversos ganhos. “O objetivo principal é tornar os jovens seguros para a sociedade. Para que eles possam socializar, conquistar mais autonomia e melhorar a autoestima”, ressaltou Saulo. 

"Calçadas: histórias sob nossos pés" é uma realização do Centro de Integração Social José Cantarelli, REC Cultural, Porãozinho dos Ventos - Espaço de Vida com apoio da Diretoria Geral de Promoção da Economia Criativa (ADEPE), Centro de Artesanato de Pernambuco e Governo de Pernambuco. Ao todo, serão disponibilizadas 25 vagas. As inscrições podem ser feitas através do preenchimento do formulário disponível neste link.
 
SERVIÇO
Calçadas: Histórias sob nossos pés 
DATA: 17 de outubro a 14 de novembro 
HORÁRIO: 14h às 16h30
 LOCAL: auditório do Centro de Artesanato de Pernambuco 
PÚBLICO: Jovens a partir de 12 anos com deficiência visual ou neurodivergências

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL