Diario de Pernambuco
Busca

MÚSICA

Série brasileira fará análise econômica dos regimes militares durante Operação Condor

Publicado em: 24/04/2023 11:08 | Atualizado em: 24/04/2023 15:30

 (Crédito: Divulgação
)
Crédito: Divulgação
O documentário brasileiro Operação Condor - Verdade inconclusa (2015), do historiador e cineasta Cleonildo Cruz, ganhará uma versão para a TV. Com estreia prevista em 7 de setembro de 2024, sete episódios vão trazer a perspectiva econômica dos regimes militares na América do Sul que tiveram forte influência dos Estados Unidos. Será a primeira vez que uma série latina-americana irá contar os fatos do assassinato de Pablo Neruda, pela ditadura militar chilena.

Luiz Gonzaga Belluzzo, um dos mais reconhecidos e respeitados economistas do Brasil, aceitou o convite de Cleonildo Cruz para fazer a análise econômica dos regimes militares que compuseram a Operação Condor. “Ter Belluzzo no projeto é dar consistência, entendermos para além dos aspectos históricos, políticos, e irmos além - para os econômicos de quem financiou. Quais empresas transnacionais que aportaram volumes gigantes e colossais de dólares para legitimar e apoiar essas sangrentas ditaduras militares na nossa América Latina?”, indaga Cruz.
 

Belluzzo vai conduzir a narrativa nos sete episódios, um para cada país: Chile, Brasil, Argentina, Bolívia, Peru, Paraguai e Uruguai. Segundo o diretor, o formato de série proporciona mais tempo e detalhes do que o documentário, que teve a duração de 1h15min. “Com a série teremos maior tempo para detalhar a Operação Condor, que envolveu sete dos principais países da América do Sul”, aponta. 

Cleonildo Cruz viajou até Santiago, capital do Chile, onde teve reunião no último dia 13 com Maria Fernanda Garcia Iribarren, Diretora Executiva do Museu de Memória e Direitos Humanos, e Maria Luisa Ortiz Rojas, Chefe da Área de Coleções e Investigações, para garantir o patrocínio da série de TV. “É muito importante receber o apoio institucional do maior Museu de Direitos Humanos da América Latina, para realizar esta série de TV inédita, que pretendo concluir em 2024, com lançamento previsto no próprio museu no Chile. 

Cruz também agendou uma reunião com o presidente da Petrobras, Jean Paul Prates, com o intuito de formalizar o pedido para o patrocínio da estatal, assim como foi feito com o documentário. Este ano marca o 50º aniversário do golpe que derrubou o governo democrático de Salvador Allende, em 1973. O primeiro episódio "Chile, Pablo Neruda" vai denunciar o assassinato do poeta Pablo Neruda, 12 dias depois o golpe militar liderado por Pinochet.

FILMOGRAFIA 
Cleonildo Cruz, historiador, cineasta  
Replicar dos Sinos (expulsão do Pe. Vito Miracapillo do Brasil), 2005; 
Pernambuco: o golpe: 1964-1979, 2008; 
Caixa de Pandora, 2010; 
Haiti, 12 de janeiro, 2012; 
Constituinte 1987-1988; 
Operac%u0327a%u0303o Condor, verdade inconclusa, 
2015/16; e Olhares Anistia, 2017
Livros: “Constituinte 1987-1998”, pela editora da CFOAB (Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil) e “A Constituição traída – Da abertura democrática ao golpe e a prisão de Lula. 2019. Editora Hedra.

COMENTÁRIOS

Os comentários a seguir não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL