Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

FAMOSOS

Kadu Moliterno diz temer pela vida do filho homossexual, já agredido

Publicado em: 20/05/2022 13:55

 (crédito: Divulgação)
crédito: Divulgação
O ator Kadu Moliterno revelou em entrevista à colunista Patrícia Kogut, que teme pela vida do filho mais novo por ele ser homossexual.

Pai de três filhos, Kenui, de 25 anos, Lanai, de 28, e Kawai, de 30, que vivem nos Estados Unidos, Kadu Moliterno confessou que prefere que os rapazes vivam de fato fora do Brasil.

“Eles moram em San Diego e Los Angeles, já são adultos e estão muito bem encaminhados. Isso é ótimo. A maior alegria para um pai é ver os filhos bem. Nesse tempo todo desde a pandemia, só vi o caçula, que é muito corajoso e conseguiu vir aqui mesmo com a situação difícil. Mas os outros dois estão para vir, um para o meu aniversário e o outro, no máximo, em julho", disse o ator.

É essa falta de medo do mais novo que preocupa Kadu, principalmente quando ele vem ao Brasil. O ator tem receio do preconceito que o filho possa sofrer sendo homossexual.

“Ele defende a causa lá fora. Claro que eu me preocupo em qualquer lugar do mundo, mas aqui ainda é muito forte o preconceito. A gente tem um índice enorme de assassinato de pessoas LGBTQIA+. Sem contar que, nas vezes que ele veio, foi assaltado em arrastão e agredido. Então, tenho muito medo, mas ele é destemido. Por isso me preocupo. Só que filho é criado para o mundo, uma hora não dá mais para eu dizer 'não faça isso'. Acho que, agora, depois dos últimos assaltos, ele está mais com o pé atrás, mais cuidadoso”, contou.

O veterano da TV completará 70 anos no próximo dia 20 de junho e disse que o melhor presente que poderia ganhar seria um emprego, já que está há três anos sem atuar.

“É só uma data. Não me sinto com essa idade e acho muito importante dizer isso. Eu tenho 52 anos de carreira, mas estou há três anos sem atuar e sem contrato com alguma emissora. A minha vontade é voltar. Quero deixar isso claro porque às vezes os autores podem pensar em mim e achar que eu já não estou mais querendo trabalhar. Mas eu quero", revelou.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Última Volta: GP da Grã Bretanha de F1 2022
Toalhas de Lula e Bolsonaro movimentam o comércio e dão o tom das eleições
Desemprego cai a 9,8% entre março e maio no Brasil
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado federal Daniel Coelho e com a Dra. Magda Maruza
Grupo Diario de Pernambuco