Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

SUCESSO

Anitta dá detalhes sobre cenário de favela usado no Coachella

Publicado em: 28/04/2022 10:52

 (Foto: Reprodução/Twitter)
Foto: Reprodução/Twitter
Anitta vem colhendo os frutos de um show histórico no Coachella, na última semana. A brasileira vem buscando seu espaço no mercado internacional e investiu pesado em um show performático e imersivo. Para isso, foi buscar na Disney um profissional especializado em criar cenários de alta qualidade para dar vida à favela que invadiu o palco da cantora.

Em entrevista para a Apple Music, a Girl From Rio explicou como chegou até o profissional, chamado Joe Rhode. “Eu estava na DisneyWorld com a minha mãe, e meu parque preferido é o Animal Kingdom. Eu ficava tipo: ‘meu deus, como nos sentimos imersos nisso, sentimos a mágica. Nos sentimos parte de cada filme, cada passeio’”, disse a cantora, que conta como descobriu o trabalho de Joe.

“E quando eu cheguei em casa, vi o documentário que mostra os bastidores de como fazem os parques, e eu disse: “Ok, eu quero esse cara. O nome dele é Joe, ele estava explicando como ele trouxe o ambiente de Avatar, o filme, para a parte de Pandora no parque. E eu disse: ‘ok, eu quero que esse cara me diga como eu posso trazer a favela para o palco”, completou.

O apresentador perguntou, espantado: “Você contratou o cara da Disney?”. Anitta disse que sim, e ele respondeu: “Você vai para o mundo da Disney, faz um passeio e: ‘Eu gostei desse passeio, você montaria meu palco do Coachella para mim’?”, ironizou.

O desejo de Anitta foi atendido e vimos, realmente, um palco bastante imersivo e que interagia com as mudanças no setlist da cantora.
 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
WIDGET PACK - Sistema de comentários
Ataque a tiros em escola nos EUA deixa 21 mortos
Para OMS, varíola do macaco ainda pode ser contida
Manhã na Clube: Henrique Queiroz Filho (PP), Edno Melo (Republicanos) e André Morais (CORECON-PE)
Soldado russo condenado à prisão perpétua por matar civil na Ucrânia
Grupo Diario de Pernambuco