Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Cinema

Luiz Joaquim é o novo programador do Cinema São Luiz

Publicado em: 10/01/2022 16:59

 (Osmário Marques/Divulgação)
Osmário Marques/Divulgação
Por João Rêgo

Luiz Joaquim é o novo curador e programador do Cinema São Luiz. A partir deste mês, o professor, jornalista e crítico cinematográfico assume o comando do histórico cinema de rua, que completa 70 anos em 2022. Na função, ele é o responsável por selecionar os filmes que serão exibidos na sala, fechada desde o início da pandemia, com previsão de reabertura no final de fevereiro.

O cargo era ocupado por Geraldo Pinho, desde 2009, quando o equipamento cultural foi reinaugurado pelo Governo do Estado. Figura histórica do cinema pernambucano, Geraldo faleceu, aos 70 anos, em novembro do ano passado.

“É um misto de alegria e de responsabilidade. As duas coisas conjuntamente e igualmente grandes.Geraldo era um cara muito competente, e reconhecido por todo mundo do segmento. Ele próprio foi uma referência para mim, porque eu era estudante de jornalismo quando ele programava o [Teatro do] Parque, que já era uma referência nacional, e eu conversava bastante com ele ali no final dos anos 90”, conta Luiz Joaquim, que também vai acumular a gestão do Museu da Imagem e do Som de Pernambuco (Mispe), cujo acervo encontra-se na Casa da Cultura.

Jornalista e mestre em comunicação especializado em crítica cinematográfica, o curador foi repórter de cultura e crítico de cinema no Jornal do Commercio e na Folha de Pernambuco. Atuou também na implantação do Cinema da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj) em 1998, sendo convidado a coordenar e responder pela curadoria do espaço em 2001 ao lado de Kleber Mendonça Filho. 

Sobre as novidades à frente da programação do São Luiz, ele antecipa: “Dar continuidade ao que o Geraldo fazia. Eu não tenho muito o que inventar”. “O trabalho vai ser de garimpagem de bons filmes, e no futuro o que eu penso em estabelecer no São Luiz são alguns encontros para debates, sessões comentadas, com realizadores e críticos ou convidados”, complementa.
O convite para assumir o cargo partiu do presidente da Fundarpe, Marcelo Canuto, que destacou a importância do trabalho que Luiz Joaquim desenvolve no setor. “Foi algo natural pensar num nome como o dele, que tem muitos anos acumulados no Cinema da Fundação e tem o respeito da classe aqui em Pernambuco e no Brasil. Ficamos muito felizes por ele ter aceitado o convite”, declarou.

“O São Luiz é colossal, e não apenas falando do estrutural, mas também pelos seus 70 anos. Meu pai, meu avô, meu bisavô, têm alguma história no São Luiz. É um endereço muito amado e eu vou trabalhar para que ele continue sendo amado e crie ainda mais novas histórias bacanas”, destacou também Luiz Joaquim.

O novo programador do Cinema São Luiz é também coordenador do bacharelado em Cinema e Audiovisual do Centro Universitário Aeso Barros Melo (Olinda), onde ainda hoje leciona também no curso de Jornalismo. Na Universidade Católica de Pernambuco, integra o corpo docente da pós-graduação ‘Estudos Cinematográficos’ desde 2006. É autor dos livros Celso Marconi: o senhor do tempo (2020, CEPE) e Cinema brasileiro nos jornais (2018, Ed. Massangana).
 

TAGS: recife | luiz | são | cinema |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Zuri: 11 anos, multiinstrumentista, compositor e prodígio da música faz campanha para comprar violão
Bolsonaro cancela visita à Guiana devido à morte de sua mãe
Manhã na Clube: entrevista com Padre Arlindo
Ômicron começa a recuar nos Estados Unidos
Grupo Diario de Pernambuco