Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

MÚSICA

Após polêmicas, Naiara está autorizada a lançar música com Marília Mendonça

Publicado em: 21/01/2022 21:40

 (Segundo colunista, gravação de novo clipe teria incomodado dona Ruth, mãe de Marília. Foto: Divulgação)
Segundo colunista, gravação de novo clipe teria incomodado dona Ruth, mãe de Marília. Foto: Divulgação
Naiara Azevedo foi, enfim, autorizada pela família de Marília Mendonça a lançar sua música em parceria com a cantora, que morreu em novembro do ano passado. A canção 50 por cento foi gravada em 2020 e estava prevista para ser lançada em fevereiro.

A coluna de Leo Dias, do Metrópoles, apurou o que estaria, de fato, incomodando Dona Ruth. de acordo com Robson Cunha, advogado da família, foi esclarecido que a chateação ocorreu pelo fato da equipe de Naiara Azevedo ter  “alterado o videofonograma original sem consultá-los antes” .

Além de Ruth, João, irmão de Marília, esclareceu que nunca foi contrário ao lançamento do clipe original gravado com Marília, mas sim à tal nova versão, gravada em 19 de dezembro do ano passado, logo após o acidente que tirou de forma trágica a vida de Mendonça.

Segundo a mãe e o irmão da sertaneja, havia um “tom apelativo e diferente daquilo que pretendem passar para os fãs da Marília, que é uma imagem de uma mulher batalhadora, forte e que mesmo diante das adversidades buscou a forma positiva das coisas”.

Naiara, inclusive, comentou sobre a música dentro do BBB 22 algumas vezes. Em alguns momentos, chegou a dar uma palhinha da canção para alguns colegas. Além disso, deu mais detalhes de sua relação com Marília, que não era tão íntima, mas de muito respeito.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Última Volta: GP da Espanha 2022 de F1
Antiproibicionismo: Marcha da Maconha por uma nova política de drogas
Manhã na Clube: entrevista com Raquel Lyra (PSDB)
Casamento de Lula e Janja: celulares barrados na entrada
Grupo Diario de Pernambuco