Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

TRAGÉDIA NO CINEMA

Disparo de Alec Baldwin que matou diretora não estava previsto em roteiro

Publicado em: 18/11/2021 13:28

 (crédito: Instagram/alecbaldwininsta)
crédito: Instagram/alecbaldwininsta
Mamie Mitchel, supervisora de roteiro do filme Rust, revelou em um processo judicial que o roteiro não previa que uma arma fosse disparada na cena em que Alec Baldwin estava ensaiando quando matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins.

Em 21 de outubro, o ator disparou uma arma cenográfica que matou Halyna e deixou o diretor do filme, Joel Souza, ferido no set de filmagem. A supervisora afirma que Alec deveria ter verificado a munição da arma.

Mamie deu entrada em um processo contra o Baldwin e a produção do filme, nesta quarta-feira (18), no Tribunal Superior de Los Angeles, nos Estados Unidos. Ela acusa o ator e o set de filmagem de agressão e de inflição intencional de angústia emocional. Pede ainda uma indenização de valor não especificado.

Advogada da supervisora, Gloria Allred disse em entrevista coletiva que "o senhor Baldwin escolheu jogar roleta russa quando disparou uma arma sem verificar e sem que o armeiro o fizesse em sua presença".
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Grupo Diario de Pernambuco