Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Negritude

Dia da Consciência Negra movimenta agenda cultural do Recife; confira atividades e shows

Publicado em: 19/11/2021 16:53

 (Kayo Na Real/Divulgação)
Kayo Na Real/Divulgação
Em 1971, os jovens Antônio Carlos Côrtes, Oliveira Silveira, Ilmo da Silva, Vilmar Nunes, Jorge Xangô e Luiz Paulo Assis Santos se reuniam em Porto Alegre para questionar a data 13 de maio, assinatura da Lei Áurea, como um momento de celebração para o povo negro.
Na época, eles formavam o Grupo Palmares, dedicado a pesquisas sobre a história e a cultura da população negra no Brasil. Através delas, chegaram a uma nova data: hoje, 20 de novembro, dia da morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo que representou o maior símbolo de resistência à escravidão.
 
A ideia do Dia da Consciência Negra, como ficou denominado, nascia ali, mas só em 2003 entrava no calendário escolar, em uma sanção que obrigou o ensino da história e cultura afro-brasileira nas escolas. Mais tarde, em 2011, a presidente Dilma Rousseff viria a oficializar a data como “Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra”. 
 
Desde então, a cada ano que passa, o Dia da Consciência Negra se tornou mais do que uma ação afirmativa, mas um momento de celebração, não só da resistência política, mas da pluralidade das manifestações artísticas do povo negro. E com o calendário de eventos presenciais aquecido no Recife, o Diário de Pernambuco separou uma lista de atividades que festejam a data. 
 
Festival
 
 (Divulgação)
Divulgação
 
A Articulação Negra de Pernambuco celebra a data com o Festival da Cultura Negra, que acontece hoje, a partir das 18h, na Praça do Arsenal. Atrações como Uana, Okado do Canal, o Afoxé Oya Alaxé, IDLibra, Boneka, Recital Boca no Trombone, Paje IB, Coco do seu zé moleque, Dj Themonia e Kizombadeiras - Rede de mulheres negras de PE se apresentam no evento. Paralelamente, também acontece a Feira Akofena, reunindo trabalhos de empreendedoras negras, na Rua do Bom Jesus. Ambos são abertos ao público.
 
Fotografia
 
 (Divulgação)
Divulgação
 
 
A exposição Orixás, Mestres e Folhas, do fotógrafo pernambucano Hermes Costa Neto, tem início hoje, às 19h, na Torre Malakoff, no Bairro do Recife. Fechado desde o início da pandemia, o equipamento cultural recebe a mostra composta por 82 fotografias impressas em gabardine, através de técnica de sublimação. O fotógrafo apresenta uma visão particular dos ritos de matriz africana, com resgate imagético de mais de duas décadas de cultura de terreiro em Pernambuco. "A exposição é fruto de uma pesquisa que venho realizando desde o início de minha profissão, em 1999, quando comecei a frequentar as primeiras festas de terreiro. Tenho esse projeto como uma de minhas missões de vida: a difusão e a desmitificação, que vai de frente com a luta contra a discriminação racial e o preconceito que circunda a religião e cultos aos orixás", ele explica. O acesso é gratuito.
 
Paço do Frevo
 
Para celebrar o Dia Nacional da Consciência Negra, Paço do Frevo recebe o Afoxé Omô Nilê Ogunjá no seu projeto Sábado no Paço. Além da musicalidade Afoxé, o espetáculo contará com bailarinos. A apresentação acontecerá às 17h, na Praça do Frevo, no terceiro andar do museu, com ingressos a R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). O evento reverencia as raízes negras do Frevo, que nasceu nas ruas do Recife entre o final do século 19 e início do século 20, ao misturar ritmos e passos de expressões culturais de matriz africana, como a Capoeira.
 
Prefeitura do Recife
 
A Prefeitura do Recife, em articulação com o Conselho Municipal de Políticas para Igualdade Racial e o Núcleo Afro, prepararam uma extensa programação de apresentações, discussões e celebrações, que tomarão conta do Pátio de São Pedro, Pátio do Carmo e espaços culturais da cidade, estendendo-se até o mês de dezembro.
 
Hoje, a partir das 10h, será realizado um Workshop tranças e dreads, no Núcleo Afro. Às 14h, marcando a abertura da VIII Jornada de Direitos Humanos, haverá o lançamento da exposição Agosto da Jurema, que apresentará memórias, linguagens e imagens de 21 “Terreiros de Jurema”, das seis Regiões Político-Administrativas do Recife, para a celebração da Jurema como manifestação religiosa, cultural e social. A mostra acontece no Centro de Design do Recife, que fica na Casa 10, no Pátio de São Pedro. Depois o Pátio se encherá de atividades, como performance de DJ, Batalha da Escadaria e encerrando com uma apresentação de Lucas e Orquestra dos Prazeres, a partir das 20h.
 
A partir do dia 23 de novembro, o Pátio do Carmo passa a sediar as celebrações culturais do Mês da Consciência Negra, com feira de afro-empreendedorismo a partir das 15h e uma edição especial da Terça Negra, a partir das 19h, com apresentações do Maracatu Sol Brilhante, Afoxé Povo de Ogunté e Afoxé Obá Iroco. A terça seguinte (30) também será negra no Pátio do Carmo, com apresentações do Maracatu Encanto do Dendê, Coco na Pisada do Mestre e Afoxé Filhos de Ayrá. Uma segunda edição da feira de afro-empreendedorismo tomará conta daquele pátio também negro, porque histórico.
 
A programação só será encerrada com a Mostra Baobá Cine, de filmes Africanos, no Teatro do Parque, entre os próximos dias 6 e 8 de dezembro.
 
Museu
 
 (Divulgação)
Divulgação
 
 
Na próxima semana, o Museu de Arte Afro-Brasileira Rolando Toro (Muafro Recife) abrirá suas portas nos dias 26, 27 e 28 de novembro, para receber apresentações que celebram o “Novembro Negro”. A abertura terá uma Poética de Mulheres negras com Odailta Alves, Bionne e Joy Thamires, na sexta-feira (26), às 18h30. No sábado (27), o percussionista Jhonatas Odé Taió irá partilhar a oficina de percussão Afro Amazônica, a partir das 15h. E no domingo (28), a cantora Isaar apresenta um show inédito “Coisa de Preta”, às 17h. As vagas são limitadas.

TAGS: show | recife | negritude |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Variante ômicron representa risco elevado para o planeta
Candidato à presidência do Náutico, Plínio Albuquerque revela projetos para o clube
Manhã na Clube: entrevistas com Humberto Costa (PT), Bia Villa-Chan e o advogado Lucas Arcoverde
Carnaval: a tragédia anunciada de uma nova onda de Covid-19
Grupo Diario de Pernambuco