Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Música

Canal Futura lança série 'Caça Joia', apresentado por Chinaina

Publicado em: 10/11/2021 15:56

Com episódios apresentados por Chinaina, a ideia do programa é criar mais espaços e oportunidades para a música independente brasileira (Pamella Gachido/Divulgação)
Com episódios apresentados por Chinaina, a ideia do programa é criar mais espaços e oportunidades para a música independente brasileira (Pamella Gachido/Divulgação)
Pesquisar, revelar e ajudar a carreira de músicos independentes ao redor do Brasil é o objetivo da série Caça Joia, que estreia no Canal Futura, e também fica disponível no streaming dos Canais Globo e Globoplay. Todas as sextas, às 21h15, como o título sugere, o programa promete apresentar artistas menos conhecidos de todo o Brasil ao público. 

E ninguém melhor que o músico pernambucano Chinaina, grande incentivador e pesquisador de novas expressões, para comandar o show. Cada episódio conta com a presença de convidados e apresentação de um artista, indo da nova MPB ao baião, passando pelo reggae, beats eletrônicos, congado, rap, hip hop, ijexá e dancehall.

“Durante as pesquisas para o programa, percebemos que a grande maioria dos artistas não tinham suas obras, músicas e clipes devidamente registrados e nem tinham acesso a como fazer isso. Por isso criamos mentorias para auxiliá-los nos processos burocráticos, garantindo seus direitos”, explica Chinaina.
 
 

Ao longo das gravações de Caça Joia, os participantes receberam auxílio com informações práticas para a gestão e impulsionamento da carreira, como o registro de direitos autorais, por exemplo.  

O programa vai construir também pontes entre os participantes e grandes nomes do mercado, recebendo convidados como Zé Ricardo, curador do Palco Sunset do Rock in Rio; Gutie, curador do festival recifense Recbeat; e músicos como Max B.O, Pedro Luís, Céu e Tulipa Ruiz. Para Chinaina, as carreiras podem se expandir melhor a partir de um bom networking. “Acreditamos que os encontros são extremamente importantes para o florescimento de carreiras artísticas”.

A busca pelos talentos musicais apresentados ao longo do programa teve início nas redes sociais, com enquetes que pediam dicas de novos artistas de diversas regiões do país. Nesta primeira temporada, 13 pessoas foram selecionadas.

O principal critério utilizado foram as histórias e qualidades das músicas, evitando questões relacionadas a engajamento em redes sociais, o oposto da ideia central da série. Entre os nomes, estão músicos que já atuam há anos e outros que começaram a carreira recentemente.

Dirigido por Pamella Gachido e produzido pela Pedra Onze, o programa tem 13 episódios para a TV, cada um com 15 minutos de duração, e se desdobra em um podcast, com entrevistas com os artistas. 

Caça Joia chega para integrar a rede de atuação do Futura, a fim de ampliar a representatividade musical nas telas e o alcance de atuação nos territórios brasileiros. Até o fim do ano, o Canal promove um conjunto de iniciativas multiplataformas com conteúdos audiovisuais, cursos, mobilizações que apoiam professores, estudantes, jovens e famílias. 

TAGS: streaming | série | tv | música |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), presidente da Alepe
Unicap continua com as inscrições abertas para Vestibular 2022
Bruno Becker, da chapa Náutico Sustentável, divulga projetos para o Timbu
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Romero Sales Filho (PTB)
Grupo Diario de Pernambuco