Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

MÚSICA

Bia Villa-Chan homenageia o brega com regravação de 'Suas Cartas'

Publicado em: 25/11/2021 12:09 | Atualizado em: 25/11/2021 12:09

O arranjo recebeu o acréscimo do bandolim, instrumento com o qual Bia tem muita afinidade (Foto: Divulgação)
O arranjo recebeu o acréscimo do bandolim, instrumento com o qual Bia tem muita afinidade (Foto: Divulgação)
A cantora e multi-instrumentista pernambucana Bia Villa-Chan, mais conhecida pelo repertório de frevo, forró e música instrumental, decidiu homenagear o brega com uma versão própria para a música Suas Cartas, composição de Alex Vinicius gravada originalmente pela banda Brega.com no começo dos anos 2000.  Com um arranjo que agrega o bandolim, instrumento marcante da trajetória da artista, a regravação chegou nas plataformas digitais nesta quarta (24), junto com um clipe gravado no estúdio da Lua Produções, no Recife.
 
O lançamento foi pensado como forma de homenagem ao ritmo pernambucano, que se tornou Patrimônio Cultural Imaterial do Recife em julho de 2021. “O brega faz parte do DNA de todo pernambucano, assim como o frevo e o maracatu. Hoje o brega é um Patrimônio Cultural do Recife reconhecido pelo poder público, então nada melhor do que fazer essa homenagem”, comentou Bia Villa-Chan, que contou ainda com Renato Bandeira (arranjo e violão), Hélio Silva (contrabaixo) e Sammy barros (mixagem e masterização) para adaptar a canção.
 
“Em sua gênese, o brega é uma música romântica ao extremo, que exalta o romantismo e o amor. E, quando se fala de amor, todos nós somos bregas. Os bregas lançados no começo dos anos 2000 são canções que carregam um certo lirismo por trás de suas letras e musicalidades. Eu enxerguei em Suas Cartas a possibilidade de trazer esse potencial para o meu universo”, complementa.
 
Bia Villa-Chan toca bandolim e outros instrumentos desde criança, influenciada pelo avô, o bandolinista Heitor Villa-Chan. Ela tocou o instrumento com Alceu Valença em palcos e estúdios, até que decidiu focar na carreira artística em 2017. Desde então, já realizou colaborações com Luiz Caldas, Armandinho Macêdo, Maciel Melo, além do próprio Alceu.
 
Confira abaixo a versão de Suas Cartas:
 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT/PE), Almir Mattias e Renata Berenguer
Laboratório anuncia teste para diferenciar o coronavírus da gripe A e B
Manhã na Clube: entrevistas com Alberto Feitosa (PSC), Márcia Horowitz e Andreia Rodrigues
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Grupo Diario de Pernambuco