Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

TRAGÉDIA

Baldwin pede que polícia supervisione armas em sets após acidente em 'Rust'

Por: AFP

Publicado em: 09/11/2021 10:20

Em geral, essa função cabe ao armeiro do filme (Foto: Angela Weiss/AFP)
Em geral, essa função cabe ao armeiro do filme (Foto: Angela Weiss/AFP)
Policiais devem estar presentes em todas as filmagens envolvendo armas, disse Alec Baldwin nesta segunda-feira (8), semanas depois de disparar o tiro que matou uma integrante do filme que estava gravando no Novo México.
 
O ator e produtor disparou um revólver Colt .45 que, segundo o que lhe disseram, estaria seguro, e acertou a diretora de fotografia Halyna Hutchins, que acabou morrendo no set do faroeste Rust.
 
"Todo set de cinema/TV que usa armas, falsas ou não, deveria ter um policial pago pela produção especificamente para monitorar a segurança das armas", tuitou Baldwin.
 
A polícia está investigando o incidente e os promotores não descartam apresentar acusações, inclusive contra o próprio Baldwin. Antes de ensaiar uma cena de tiroteio, Baldwin recebeu uma arma que afirmaram a ele estar "fria", uma expressão do jargão cinematográfico que indica que era segura. Segundo o ator, o "acidente" foi "um em um trilhão".
 
Desde a tragédia ocorrida em 27 de outubro, cresceram os apelos pelo aumento do controle das armas usadas no audiovisual. Baldwin havia dito anteriormente que estava "muito” interessado nisso. Uma petição online para banir as armas dos sets recebeu 110 mil assinaturas e celebridades como Dwayne "The Rock" Johnson juraram nunca mais usar armas reais em filmagens.
 
O xerife que investigou o incidente disse que parecia haver "complacência" no set em relação às armas de fogo. Além disso, a inexperiência da armeira do filme, de 24 anos, foi criticada. Hannah Gutierrez-Reed afirmou que não sabia que havia "balas reais” no set.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Justiça por Beatriz: pais organizam peregrinação de 720 km para cobrar solução de assassinato
Pessoas que já tiveram covid podem adoecer novamente devido à ômicron
Reino Unido aprova mais um medicamento contra Covid-19
Manhã na Clube: entrevista com o deputado estadual Eriberto Medeiros (PP), presidente da Alepe
Grupo Diario de Pernambuco