Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

ÚLTIMA SEMANA

Inscrições para editais da Lei Aldir Blanc PE estão na reta final

Publicado em: 04/10/2021 14:38

Lei Aldir Blanc Pernambuco entra na última semana para inscrição de projetos (FUNDARPE/DIVULGAÇÃO)
Lei Aldir Blanc Pernambuco entra na última semana para inscrição de projetos (FUNDARPE/DIVULGAÇÃO)
As inscrições para a segunda leva de projetos financiados pela Lei Aldir Blanc do Governo de Pernambuco entram em sua última semana de prazo, que se encerra no próximo dia 11. São R$ 26,5 milhões distribuídos entre oito editais. Podem se inscrever pessoas físicas, coletivos, grupos sem constituição jurídica, microempreendedores individuais e pessoas jurídicas de direito privado, desde que sejam residentes no estado. 

Os editais são de Criação, Fruição e Difusão;  Formação e Pesquisa; Registro Audiovisual de Saberes Tradicionais e da Cultura Popular; Festivais, Mostras e Celebrações; Salvaguarda Emergencial do Artesanato, das Artes Circenses, da Cultura Popular, da Gastronomia e dos Povos e Comunidades Tradicionais; Técnicos da Cultura e Artes; Iniciativas Culturais Nas Comunidades/Periferias; Aquisição de Bens e Contratação de Serviços Culturais. Os detalhes e informações de cada edital podem ser conferidos em www.cultura.pe.gov.br/leialdirblanc. Dúvidas também podem ser tiradas pelo WhatsApp (81) 3184-3018. Esclarecimentos também podem ser obtidos por meio de atendimento presencial, no Sesc Santo Amaro, até sexta-feira (8) das 9h às 13h e das 14h até às 17h, também sendo realizado no dia 11. 

Cada proponente pode se inscrever em até dois editais distintos e as propostas devem ser submetidas por meio do Mapa Cultural de Pernambuco (www.mapacultural.pe.gov.br), plataforma na qual é necessário ter o cadastro atualizado para ter acesso aos editais. Com exceção dos editais de "Iniciativas Culturais nas Comunidades/Periferias" e o de "Aquisição de Bens e Contratação de Serviços Culturais", os proponentes precisam comprovar que atuam enquanto produtores de arte e cultura há um ano, no mínimo. 

As propostas serão analisadas por uma comissão especial, formada por especialistas, técnicos/as da Secretaria de Cultura e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, representantes da sociedade civil e de instituições culturais e ensino de Pernambuco, com conhecimento e experiência nos campos de abrangência dos editais. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
CPI da Pandemia recomenda indiciamento de Bolsonaro
Manhã na Clube: entrevistas com Sileno Guedes e com a nutricionista Joyce Alencastro
CPI da Pandemia chega ao final com homenagens às vítimas da Covid
Grupo Diario de Pernambuco