Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

MÚSICA

Pernambucano naondi flerta com maracatu, hip hop e pop art em novo projeto

Publicado em: 27/09/2021 16:00 | Atualizado em: 27/09/2021 16:24

 (Foto: Lucas Limas/Divulgação)
Foto: Lucas Limas/Divulgação

Olhar para as partes que se desgosta, compreender suas questões mal resolvidas e transformar essa angústia em arte. É a partir deste processo de solidão e mergulho interior vivido durante o momento da pandemia que o pernambucano Breno Rocha anunciou seu projeto solo naondi, que ganha vida com o lançamento do single voar pt 1. A faixa chegou nas plataformas de streaming na última sexta-feira (24), via selo Mobile Lab.

O single, que aborda temas como autoconhecimento, autocuidado e transformações internas, é reflexo de experiências vividas por Breno. "Eu peguei toda essa vivência e acabei transformando em música para conseguir lidar e descarregar um pouco o peito das coisas pesadas que se ficam levando por aí", desabafou. Embora traga à tona questões existenciais, voar pt 1 se deleita em uma estética sonora dançante, provocada pelas batidas do maracatu, com a forte presença de samples de percussão, flautas, mesclando com elementos do rock psicodélico, hip hop e art pop. 


A faixa, que dá nome ao disco de estreia do projeto, conta com as participações de Jáder nos vocais, Arquétipo Rafa na bateria, e Ciano (Quinteto Violado), nas flautas trazendo uma conexão entre artistas consagrados com os da nova cena.  O single chega apontando para um caminho artístico que ficará evidenciado nos próximos lançamentos de Naondi, previstos para este segundo semestre.

O novo projeto tem como proposta lançar uma série de singles e culminar no disco ainda neste ano, via Móbile Lab. Breno começou a compor e arranjar músicas desde os 14 anos de idade. Estudou licenciatura em música na UFPE e Composição e Arranjo no Conservatório Pernambucano de Música, onde escreveu arranjos para diversas turmas de prática de conjunto e também para a orquestra de rock. 

Multi-Instrumentista, tocou com várias bandas, entre elas a Biarritz, com a qual lançou 3 singles desde sua entrada, e participou de diversas turnês pelo nordeste onde fizeram shows abrindo para bandas como Natiruts, Baiana System e Francisco El Hombre. Também acompanhou o cantor-compositor Jaime em sua apresentação no Showlivre. Em 2021, compôs a trilha sonora do curta-metragem "Portas", incentivado pela lei Aldir Blanc.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Destaque do Náutico, meia Jean Carlos completa 100 jogos com a camisa alvirrubra
Baixas na equipe de Guedes
Trump anuncia planos para lançar nova rede social
Manhã na Clube: entrevistas com Teresa Leitão (PT), Fernandes Arteiro e José Teles
Grupo Diario de Pernambuco