Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

MÚSICA

Paço do Frevo faz programação especial para celebrar o Dia Nacional do Frevo

Publicado em: 13/09/2021 16:03

Orquestra Arruando (Foto: Tiago J Silva/Divulgação)
Orquestra Arruando (Foto: Tiago J Silva/Divulgação)

O Paço do Frevo irá celebrar o Dia Nacional do Frevo, comemorado nesta terça-feira (14), recebendo apresentação especial e virtual da Orquestra Arruando, com a presença do saxofonista, maestro e Mestre-Vivo Edson Rodrigues. O espetáculo inédito será realizado no terceiro andar do equipamento, a partir das 19h, com transmissão no canal do museu no Youtube (youtube.com/pacodofrevomuseu). O repertório terá músicas das principais fases do ritmo ao longo de seus mais de cem anos de existência, gravadas recentemente pela Orquestra. Composições dos pernambucanos Capiba, Zé Menezes, Capitão Zuzinha e Banda de Pau e Corda, além do cearense Fausto Nilo e dos baianos Caetano Veloso e Armandinho, serão executadas ao vivo.

A apresentação marca o lançamento do projeto O Frevo vive, o Frevo pulsa, o Frevo continua, da Orquestra Arruando, que reúne o documentário O Frevo: conversas livres com os mestres e cinco shows inéditos do conjunto. A playlist com os seis vídeos será disponibilizada nos canais do YouTube do Paço do Frevo e da Orquestra Arruando.

O longa-metragem O Frevo: conversas livres com os mestres, dirigido por Nilo Otaviano e Lucas Fitipaldi, apresenta 12 visões (de músicos, Mestres-Vivos do Frevo, pesquisadores...) do que foi, é e pode vir a ser o Frevo. Já os shows, gravados sem público no Teatro do Parque e Arena Pernambuco, no início deste ano, são temáticos: O Frevo dos Anos 60-70-80, A Universal Música Pernambucana, Clássicos Natalinos Arranjados nos Ritmos Pernambucanos, O Frevo de José Constantino e, lançando a Camerata Arruando, o show O Novo Sotaque da Música Pernambucana. O projeto O Frevo vive, o Frevo pulsa, o Frevo continua foi realizado por meio da Secult-PE, com recursos federais da Lei Aldir Blanc.

Formada em 2013, a Orquestra Arruando traz no seu nome o local de origem do próprio Frevo: a rua, seja ela do bairro de São José, de Santo Antônio, da Boa Vista ou as ladeiras de Olinda. O projeto foi criado com a meta de implementar um projeto de valorização da música e da dança que são patrimônio cultural.  Em sua formação completa, a Orquestra Arruando conta com cerca de 40 integrantes. Mas, para homenagear o Frevo no seu dia nacional e manter o distanciamento necessário à prevenção da Covid-19, vai se apresentar no Paço do Frevo com formação reduzida e celebrar com segurança. Para este show, a Arruando conta com patrocínio da Fundarpe.

Sobre a data
No calendário pernambucano, a data é a segunda dedicada ao gênero musical que é patrimônio cultural do Brasil e da humanidade. O frevo também tem efeméride local, sendo celebrado ainda no dia 9 de fevereiro, na terra onde nasceu. A data local faz referência à primeira vez que o termo "frevo" foi citado na imprensa, no Jornal Pequeno do Recife, em 1907. Já o 14 de setembro diz respeito à data de nascimento do jornalista Osvaldo Almeida, responsável por formalizar o batismo do frevo na imprensa. Quem é de fato bom pernambucano aproveita todos os ensejos para celebrar o frevo e o Paço vai garantir a festa virtual.

SERVIÇO
Especial Dia Nacional do Frevo com a Orquestra Arruando
Quando: 14 de setembro, a partir das 19h
Onde: Do 3º andar do Paço do Frevo para a casa do público, através do canal do YouTube do Paço do Frevo (youtube.com/pacodofrevomuseu)
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco