Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

STREAMING

Friends sai da TV pela primeira vez em 25 anos e fica somente no HBO Max

Por: João Mello

Por: Uai

Publicado em: 27/08/2021 22:44 | Atualizado em: 27/08/2021 22:47

 (Foto: Divulgação)
Foto: Divulgação
Por decisão da Warnermedia, a série Friends (1994 - 2004) não será mais exibida na TV. A aclamada produção sairá da programação dos canais Warner a partir da próxima segunda-feira (30). Com isso, para acompanhar a vida de Rachel, Monica, Phoebe, Joey, Chandler e Ross, os fãs de Friends terão que assistir a série pelo HBO Max, streaming lançado recentemente.

A retirada da série da TV tem um certo peso, já que é a primeira vez em 25 anos que algo do tipo acontece com Friends. A tendência é que, com a chegada de novas plataformas de streaming, outros grandes produtos norte-americanos deixem de ser exibidos de forma linear em canais de TV por assinatura.

Friends estreou na TV paga em 1996 através da Sony. A série era uma das principais atrações do canal e ia ao ar nas noites de terça e domingo. Em 2001, a Warner passou a ser detentora dos direitos de transmissão no Brasil, além de ter copodruzido a série com a NBC. A produção foi exibida de forma inédita até 2004 e, desde então, vinha sendo reprisada nas manhãs e tardes no Warner Channel.

Outro exemplo de que este tipo de formato seja a nova tendência da TV por assinatura nos próximos anos é que, a última temporada de The Walking Dead, por decisão da Disney, será exclusividade do Star+, streaming que estreia no Brasil na próxima terça (31). 
TAGS: hbo max | friends | tv | streaming |
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
As mães em plena pandemia: casal paulista adota cinco irmãos de Serra Talhada
Bolsonaro aumenta IOF para custear novo Bolsa Família
Surto de Covid-19 obriga Presidente da Rússia a ficar em isolamento
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Eduardo da Fonte (PP), Elias Paim e Diego Martins
Grupo Diario de Pernambuco