Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

HISTÓRIA

Livro sobre influência francesa na gastronomia do Recife no século 19 ganha nova impressão

Publicado em: 07/07/2021 17:22


A Cepe Editora realizou uma nova impressão do livro À Francesa: A Belle époque do comer e do beber no Recife (2014, 338 páginas, R$ 60), do escritor, gastrônomo e historiador pernambucano Frederico Toscano. A obra vai ao início do século passado, período em que a França ditava os costumes em todo o mundo, inclusive no Recife, e foi listada no terceiro lugar no Prêmio Jabuti 2015, na categoria Gastronomia. Esgotado há três anos, a publicação ganha nova tiragem de 500 exemplares.

A capital pernambucana, buscando refletir o que de mais moderno ditava o país europeu para a civilização ocidental, também foi influenciada pelos francesismos gastronômicos de então. Não somente na elaboração dos pratos, mas também na confecção dos cardápios e na criação de armazéns importadores de ingredientes e restaurantes. 

À Francesa é resultado de pesquisa de mestrado pela UFPE em história social do Nordeste. "Decidi abordar a presença francesa na alimentação do Recife, e o recorte histórico escolhido foi de 1900 a 1930, período em que costumamos chamar de Belle époque, uma época de afrancesamento das capitais brasileiras, em que os governantes tentavam afrancesar suas cidades como locais belos, modernos, higiênicos", recorda Frederico, que abordou essa modernidade pelo viés da alimentação.

Para construir a narrativa, Frederico pesquisou jornais e revistas do começo do século XX, época em que surgiram os primeiros cafés e restaurantes da capital pernambucana. "Como existe uma demanda, acho importante ele estar de volta às livrarias", acrescenta o escritor, que é doutor em História Social pela USP. Ele atua como professor de nível superior e técnico nas áreas de gastronomia, turismo, hotelaria e história.

"A reimpressão de À Francesa devolve às prateleiras um livro importante para a história alimentar e cultural de Pernambuco, e também prepara o terreno para uma nova obra de Frederico Toscano, que aborda a influência das comidas e hábitos americanos com a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial”, adianta o editor da Cepe, Diogo Guedes.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
EUA planejam abrir fronteiras para vacinados
Manhã na Clube: entrevistas com o deputado Doriel Barros (PT), Fernando Murta e Elmo Santos
Homem com granada mobiliza polícia de Kiev
Manhã na Clube: entrevistas com Eduardo Leite (PSDB),  Sérgio Montenegro e Joaquim Francisco
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco