Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

MÚSICA

Banda recifense Guma lança single com produção de Alessandra Leão

Publicado em: 07/07/2021 17:47

 (Foto: Moema França/Divulgação)
Foto: Moema França/Divulgação

A dualidade entre o medo da morte e a busca por um lugar de amor e acolhimento marcam o single Terras de Aiocá, que a banda recifense Guma recentemente lançou no streaming. A música tem produção da também pernambucana Alessandra Leão, que assina as percussões da faixa. Lançada quase três anos após o primeiro disco, Cais (2018), essa é a última de três canções que a banda apresenta no primeiro semestre e que abrem os caminhos para seu novo álbum - antes dela, o grupo já havia lançado Jugular e Paraíso Astral.

O single conta com referências ao clássico Mar Morto (1936), de Jorge Amado, e linhas melódicas que explicitam uma das maiores influências do grupo, o trio paulistano Metá Metá. À música, o trabalho de Alessandra Leão soma tanto pela sua experiência de preparação vocal quanto pela centralidade que percussão e guitarra ocupam em sua carreira. Outra presença ilustre é a de Marcelo Cabral (Metá Metá, Passo Torto) que assume o baixo na canção a convite de Alessandra.

O trabalho da produtora com o grupo também fica registrado no making of do single, que a banda disponibiliza hoje à noite no YouTube. As imagens captadas mostram os bastidores da gravação, que aconteceu na companhia de Alessandra Leão no Estúdio Carranca, no Recife. 

"A gente queria deixar esse trabalho com Alessandra registrado de alguma forma, já que é um passo importante na nossa carreira",  sintetiza Katarina Nápoles, vocalista do grupo. Carlos Filizola (guitarra) e Caio Wallerstein (bateria) completam a banda. "Optamos por gravar os bastidores do single, que incorpora vários dos elementos que a gente planeja para nossos próximos trabalhos. Por um lado, existe a intenção de explorar os contatos entre a percussividade e o peso das guitarras e, por outro, de apostar também em uma estética pop, principalmente com refrões que fiquem na cabeça".

O convite a Alessandra vem de uma longa admiração da Guma pelo trabalho da cantora, indicada ao Grammy Latino e dona de um trabalho extenso que incorpora motivos da cultura popular e experimentalismo. "O convite foi uma surpresa muito legal pra mim. Me impressionou a qualidade da música, os timbres, a composição… Gosto desse arranjo com muitas camadas, gosto do caminho que a música já tinha antes mesmo de eu começar a trabalhar em cima dela", conta a compositora. Em 2020, o grupo já havia trabalhado com outro produtor, o guitarrista Marcelo Machado (Mombojó), no surf-brega Braba.

Assista:



Ouça:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com prefeito João Neto (PL), dra Tamires Sales e advogado Rômulo Saraiva
Manhã na Clube: entrevistas com Chico Kiko, Diego Pascaretta e Rômulo Saraiva
Domitila, artivista e recifense que está entre as selecionadas do Miss Alemanha 2021
Terceira dose de vacina anticovid começa a ser aplicada em Israel para aumentar imunidade
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco