Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

ARTES

MAMAM anuncia programação virtual para os meses de junho e julho

Publicado em: 07/06/2021 22:41

O equipamento está com inscrições abertas para aulas, curso e live-conversa sobre memória, atuação museal, moda e sobre produção independente de conteúdo musical  (Foto: Sol Pulquerio/Mamam)
O equipamento está com inscrições abertas para aulas, curso e live-conversa sobre memória, atuação museal, moda e sobre produção independente de conteúdo musical (Foto: Sol Pulquerio/Mamam)

O Museu de Arte Moderna Aloisio Magalhães (MAMAM) está com um calendário de atividades virtuais para os meses de junho e julho. A programação conta com ações gratuitas e pagas, faz parte da agenda anual do educativo, com diferentes linguagens, conteúdos. Serão realizadas aulas, cursos e lives conversa sobre memória, atuação museal, moda e produção independente de conteúdo musical. As inscrições estão abertas e podem ser realizadas no formulário referente a cada atividade disponível abaixo. 

No dia 16 de junho, a partir das 19h, acontece a live-conversa “Outro museu só pode existir depois que este acabar”, no Instagram do museu (@mamamrecife). O encontro integra o projeto “Das coisas políticas e as políticas das coisas”, incentivado pelo Funcultura, e conta com a participação de Ana Luisa Lima, crítica de arte e coordenadora do projeto, e de Bruno Oliveira, artista visual e educador. Tem como objetivo refletir e debater sobre as relações entre museus, monumentos e o pensamento decolonial. A live será gravada e, posteriormente, disponibilizada no Youtube do MAMAM.

Em julho, a programação continua com o curso “Outro museu só pode existir depois que este acabar (museus, monumentos e miradas decoloniais)”, ministrado pelo artista visual e educador Bruno Oliveira, para discutir e desdobrar noções de museus, monumentos e instituições de memória a partir da perspectiva decolonial, estimulando o rastreamento de outras possibilidades de produção e pensamento de registros e documentos de memórias coletivas.

Os encontros, que também integram a programação do projeto "Das coisas políticas e das políticas das coisas", acontecem nos dias 7, 14, 21 e 28 de julho, das 18h às 21h, através do Google Meet, e têm como proposta refletir sobre as relações entre museus, monumentos e o pensamento decolonial. As inscrições são gratuitas. Para participar, basta preencher, até o dia 17 de junho, o formulário disponível aqui.

Também tem início no dia 7 de julho a "Oficina aDUBada", ministrada pelo produtor musical e engenheiro de áudio Buguinha Dub, para ensinar técnicas simples de gravação e produção musical em estúdio caseiro e com poucos recursos. As aulas acontecem nos dias 7 e 8 de julho, das 19h às 21h30, também através do Google Meet.

Durante as atividades, os participantes terão a oportunidade de gravar e produzir uma música com recursos analógicos e digitais de baixo custo. A inscrição custa R$ 60 e pode ser feita, até 6 de julho, neste link. O curso conta com uma bolsa social e outra para pessoas negras e indígenas. Para concorrer, é necessário preencher o formulário de inscrição presente em nossa bio até o dia 25 de junho.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Manhã na Clube: entrevistas com Túlio Gadêlha, Beatriz Paulinelli e Guilherme Maia
Advogado de enfermeira afirma que Maradona foi morto
Manhã na Clube: entrevistas com Décio Padilha, Adriana Barros e Roseana Diniz
Para evitar contaminação por Covid, robôs oferecem água benta em Meca
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco