Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

JUSTIÇA

Entidades vão processar pastor que disse orar pela morte de Paulo Gustavo

Publicado em: 17/04/2021 18:47

 (Reprodução)
Reprodução
Grupos de defensores de direitos humanos e entidades LGBTQIA+ reagiram à declaração do pastor José Olímpio, da Assembleia de Deus de Alagoas, que disse orar pela morte do ator Paulo Gustavo, internado há um mês, em estado grave com Covid-19. Segundo as entidades, o Ministério Público será acionado para acompanhar o caso.


"Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, publicou o pastor em suas redes sociais nesta semana. Após a repercussão negativa do comentário, José Olímpio apagou a publicação.
 
Em repúdio a postagem do pastor, o Grupo Gay de Alagoas (GGAL), emitiu uma nota falando sobre o caso. De acordo com o texto, as entidades LGBTQIA irão registrar um boletim de ocorrência na próxima terça-feira (20/4) contra o líder religioso.

O Ministérios Público também foi acionados para mover uma ação civil pública em desfavor do pastor.


Confira a nota na íntegra:
Em virtude dos comentários discriminatórios proferidos pelo pastor José Olímpio, as instituições LGBTQIA e defensoras dos direitos humanos de Alagoas, farão um B.O na próxima terça-feira (20). Esse será o primeiro passo para uma série de atitudes tomadas contra o pastor José Olímpio - líder da Assembleia de Deus em Alagoas.

Em seguida, as instituições estarão acionando o Ministério Público e a Ordem dos Advogados do Brasil em Alagoas (OAB/AL) , que serão acionados para moverem uma ação civil pública contra o líder religioso.

Suas falas levaram Alagoas a ser destaque em todo o Brasil. As declarações feitas por este líder da Assembleia de Deus em Alagoas, alegando estar orando para que Paulo Gustavo morresse, fato que indignou milhares de pessoas e revoltou as lideranças LGBTQIA alagoanas e de todo o país.

A declaração foi feita em seu perfil pessoal no Instagram, onde o pastor postou a foto do artista com o seguinte texto na legenda:


“Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, escreveu.

Suas falas repercutiram rapidamente nas redes sociais, e logo foram pauta em vários jornais.

Estes são tempos sombrios! O Grupo Gay de Alagoas (GGAL) repudia a postura adotada pelo pastor José Olímpio e pedem um posicionamento das instituições religiosas envolvidas no caso.
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Imunização para gestantes começa a ser liberada, mas ainda gera dúvidas
Resumo da semana: briga por terceira via em 2022, adeus a Paulo Gustavo e vacinação de gestantes
ONU pede  investigação independente sobre chacina no Rio
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 07/05
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco