Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

PATRIMÔNIO

27 obras de Oscar Niemeyer são tombadas pelo Iphan

Publicado em: 23/04/2021 08:59

O Congresso Nacional é apenas uma das obras da lista entregue pelo próprio Niemeyer ainda em vida para análise (Foto: Arquivo/Agência Brasil)
O Congresso Nacional é apenas uma das obras da lista entregue pelo próprio Niemeyer ainda em vida para análise (Foto: Arquivo/Agência Brasil)

Depois de 14 anos, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) tombou definitivamente 27 obras de Oscar Niemeyer. O processo foi iniciado em 2007, pelo próprio arquiteto, em comemoração ao seu centenário. Na época, Niemeyer entregou a lista para o então ministro da Cultura, Gilberto Gil. Segundo o arquiteto, a lista contém as 27 edificações que ele considerava as mais importantes.

Andrey Schlee, professor do Departamento de Arquitetura da Universidade de Brasília (UnB) e ex-diretor do Iphan, explica que “o Conselho Consultivo do Iphan aprovou, entre o conjunto de obras do arquiteto, proteger 23 obras em Brasília. Além da Casa das Canoas, a Passarela do Samba, no Rio de Janeiro; o Museu de Arte Moderna de Niterói e os edifícios do Parque Ibirapuera, em São Paulo, que, ao lado de outros projetos tombados, como a Pampulha, representam o que de melhor o grande arquiteto criou no Brasil.

Apesar da boa notícia, o ex-diretor do Iphan ressalta que “é importante lembrar que o processo de tombamento não tem relação alguma com o atual governo — que não implantou qualquer política para o patrimônio cultural. Coube apenas ao atual secretário homologar o trabalho realizado pelas gestões anteriores do Iphan”, esclarece Andrey.

A publicação no Diário Oficial da União confirma a importância das obras de Oscar Niemeyer e, na prática, garante a preservação dessas edificações. A partir de agora, essas obras estão sob os cuidados e vigilância do Iphan. Qualquer intervenção nas construções ou no seu entorno deve ser autorizada pelo órgão.

Para Rolando Figueiredo, arquiteto e engenheiro apaixonado pelas obras de Niemeyer, a importância do tombamento vai além da proteção legal. “É um reconhecimento do valor dessas obras para a população, que tem bases afetivas com essas criações, pois são testemunhas de acontecimentos marcantes da nossa história”, conclui.

 

Destaques

- Palácio Jaburu

- Quartel General do Exército

- Supremo Tribunal Federal

- Palácio do Planalto

- Congresso Nacional

- Palácio da Alvorada, incluindo a Capela

- Capela Nossa Senhora de Fátima

- Palácio do Itamaraty e Anexos

- Palácio da Justiça

- Praça dos Três Poderes

- Touring Club do Brasil

- Conjunto Cultural da República: Museu da República Honestino Guimarães e Biblioteca Nacional Leonel de Moura Brizola

- Memorial dos Povos Indígenas

- Memorial JK

- Teatro Nacional Claudio Santoro

- Panteão da Liberdade e Democracia Tancredo Neves

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
ONU pede  investigação independente sobre chacina no Rio
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 07/05
Teich vincula renúncia à pressão de Bolsonaro para usar cloroquina
Manhã na Clube com Rhaldney Santos - 06/05
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco