Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

PANDEMIA

Apesar da autorização para retorno dos cinemas, nenhuma sala em PE reabre esta semana

Publicado em: 28/09/2020 14:20

O Cinema da Fundação foi o único a anunciar protocolos de retomada e data de abertura (Foto: Fundaj/Divulgação)
O Cinema da Fundação foi o único a anunciar protocolos de retomada e data de abertura (Foto: Fundaj/Divulgação)

Cinemas, teatros e eventos sociais estão liberados para funcionar a partir de hoje, obedecendo a uma série de protocolos para evitar propagação do coronavírus. No entanto, mesmo com a reabertura autorizada pelo governo de Pernambuco na última quarta-feira, nenhum estabelecimento comunicou a retomada das atividades já para este primeiro dia. Até então, só o Cinema da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), da unidade Derby, anunciou a data do retorno, para o próximo dia 8.

A abertura das salas e eventos abarca as cidades da Região Metropolitana do Recife, da Zona da Mata e de parte do Agreste, como Caruaru. Medição de temperatura na entrada, espaçamento entre as cadeiras e uso de máscara estão entre as exigências, e cada cinema terá protocolo com regimento estabelecido pelo governo. Cinemas, teatros e eventos sociais, como casamentos e aniversários, terão a opção de receber até 100 pessoas ou 30% de ocupação do espaço, dando preferência ao que der menor número.

No caso do Cine Fundaj Derby, de seus 160 lugares, 48 assentos serão liberados, sendo 18 para casais e 30 isolados. Outra medida do local é a redução no valor do ingresso para facilitar o troco: custarão R$ 5 (meia) R$ 10 (inteira) - já as sessões Sábado à Tarde e Sempre aos Domingos ficam por R$ 5. Antes da pandemia, os valores eram R$ 7 (meia), R$ 14 (inteira) e R$ 3 (sessões especiais).

Em relação à programação de retorno, a diretora Ana Farache comentou que serão retomados filmes que seriam exibidos antes da paralisação, como Fim de festa, de Hilton Lacerda, e o clássico O exorcista, de William Friedkin, estrelado por Max von Sydow, que faleceu neste ano. “Vamos abrir em 48 lugares, que é menos do que os 30% sugeridos. Não estamos preocupados com números agora, vamos aos poucos, pensando principalmente na saúde das pessoas. Estamos esperando o melhor tanto do público, conscientizando sobre os protocolos, mas também do cuidado com a nossa equipe.”

Sobre o Cinema São Luiz e o Teatro Arraial Ariano Suassuna, ligados à gestão pública estadual,a Fundarpe informa que, após receber o protocolo de reabertura de cinemas e teatros em Pernambuco, está promovendo as adaptações necessárias para atender as recomendações sanitárias nos equipamentos culturais Cinema São Luiz e Teatro Arraial Ariano Suassuna, ligados à gestão pública estadual.

Estão sendo adquiridos tapetes sanitizantes, totens para aplicação de álcool gel, luvas, máscaras e sinalização específica, além de treinamento das equipes e adaptação dos acentos para atendimento ao público. Ainda segundo o órgão, está prevista manutenção para o sistema de refrigeração desses equipamentos e nos equipamentos de projeção e sonorização do Cinema São Luiz.

Sobre a programação de filmes, a Fundarpe prevê que o espaço deve reabrir ao público a partir do mês de novembro, porque o equipamento depende de empresas distribuidoras (concentradas em sua maioria em São Paulo) e aguarda que as mesmas retomem suas atividades para que possa montar a programação no Cinema São Luiz. Quando ao Teatro Arraial, o órgão ainda está estudando uma adequação no perfil da produção de cada espetáculo e prevê a reabertura para a segunda quinzena de outubro.

Como mostrada em reportagem do Diario no início deste mês, existe um clima de tensão muito grande, principalmente para o teatro, porque mesmo com a reabertura, a limitação de 30% do público torna inviável financeiramente a atividade das diversas companhias. Os custos de produção de um espetáculo cênico ou da realização de show em teatros seriam maiores do que a arrecadação com capacidade reduzida.

MULTIPLEX

Os cinemas de shoppings e redes multiplex ainda não anunciaram medidas e nem data de retorno. Em várias cidades do Brasil, onde muitas salas já estão reabertas, esses cines apresentam o festival De Volta Para o Cinema, com exibição de blockbusters internacionais e filmes brasileiros de comédia, além das estreias do live action de Mulan e Tenent, de Christopher Nolan.

PROTOCOLOS - Fundaj Derby
- Os assentos estão escalonados (e protegidos com capa para facilitar higienização), mantendo distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas.

- As sessões terão intervalo de, no mínimo, 60 minutos. Nas filas das bilheterias e de acesso às salas, será mantida a distância de 1,5m

- Os ingressos passam a custar R$ 5 (meia) R$ 10 (inteira), Já as sessões Sábado à Tarde e Sempre aos Domingos ficam por R$ 5

- A mudança ajudará a diminuir a circulação de dinheiro para troco. A conferência de ingressos será visual, sem contato manual por parte do porteiro

- A cada sessão, os assentos que foram ocupados, e a sala em geral, devem ser limpos e desinfetados, além dos espaços serem abertos para maior circulação do ar no ambiente

- Será feita também higienização também dos corrimãos, puxadores de portas ou qualquer outra superfície de contato

- Sanitização periódica (a cada 15 dias) das salas e cabines do cinema

- Colocação de tapetes sanitizantes nas entradas dos prédios e respectivas salas de cinema
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Rhaldney Santos entrevista Dr Carlos Romeiro, ortopedista
Rhaldney Santos entrevista Celso Muniz (MDB)
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #181 - Tiops de rins dos vertebrados
Rhaldney Santos entrevista Dr. Felipe Dubourcq, urologista
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco