Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

RESPOSTA

Autor de Fina Estampa manda indireta para Marco Pigossi após críticas à novela: 'censura'

Publicado em: 12/08/2020 19:11

 (Fotos: Reprodução )
Fotos: Reprodução
O autor Agnaldo Silva parece não ter gostado nadinha da crítica feita pelo ator Marco Pigossi sobre a novela Fina Estampa, reexibida pela Rede Globo em edição especial. O folhetim, desde que voltou às telinhas, vem recebendo comentários negativos, chegando até mesmo a virar meme como exemplo de trama ruim nas redes sociais. 

Durante live com o ator João Vicente de Castro, pelo Instagram do canal GNT, Pigossi, que fez parte do elenco de Fina Estampa, afirmou que sente vergonha de seu personagem na trama, Rafael. "Essa novela tinha que ser proibida de ser reprisada, era tanta barbaridade cara, que é uma loucura passar essa novela na TV. É interessante ver como a gente em 2011 ainda era uma época que as pessoas poderiam se dar ao direito de não ligar para política, mas passar uma novela dessas hoje é uma loucura", disse o artista. 

"Eu tenho vergonha de algumas coisas que são faladas na novela, de como são tratadas na novela, tenho vergonha também da minha atuação, das minhas mechas loiras… mas faz parte da gente né", emendou o ator, que estreou recentemente uma produção espanhola para a Netflix, a série Alto Mar. Ele teve o contrato com a Globo cancelado em 2018. 

No Twitter, Agnaldo rebateu as críticas do ator, fazendo relação com os tempos da ditadura. "Um ator diz que 'Fina Estampa devia ser proibida de ser reprisada'. Acho que ele quis dizer que os 50 milhões de espectadores que a veem deviam ser proibidos de gostar tanto da reprise da novela. E eu, que vivi os tempos da censura, achando que finalmente era proibido proibir", escreveu o autor.

"Aliás, deixem que lhes diga uma coisa: quando um artista que se considera libertário diz que o trabalho de mais de 150 pessoas que vivem das artes como ele devia ser proibido. Bem, alguma coisa está errada", acrescentou Agnaldo, em comentários feitos nessa terça-feira (11).

Na manhã desta quarta-feira (12), o autor voltou a mandar indiretas a Pigossi. "Críticas eu aceito, desde que não sejam à minha vida pessoal, que só a mim diz respeito. O que não aceito é que alguém, ainda mais um artista que se considera 'libertário', se manifeste a favor da censura, ou seja, de tudo de autoritário e fascista que existe por trás dela". 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
De 1 a 5: Cuidados na saúde ocular das crianças
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão #159 - Lesmas, Minhocas e Planárias
Rhaldney Santos entrevista a ginecologista Altina Castelo Branco
Pantanal: o pior incêndio da história
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco