Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

TV

Conheça Gi Nacarato, chef que representa Pernambuco no Mestre do Sabor

Publicado em: 02/07/2020 11:23 | Atualizado em: 02/07/2020 11:29

Gi Nacarato, de 31 anos, que cresceu em Caruaru, no Agreste de Pernambuco (Foto: Camilla Maia/TV Globo)
Gi Nacarato, de 31 anos, que cresceu em Caruaru, no Agreste de Pernambuco (Foto: Camilla Maia/TV Globo)


O Mestre do sabor, talent show culinário da TV Globo, foi concebido em 2019 com a proposta de explorar a diversidade gastronômica do Brasil, com chefs que levam as culturas regionais em seus pratos. Na segunda temporada, que estreou em abril, quem representa Pernambuco é Gi Nacarato, de 31 anos, que cresceu em Caruaru, no Agreste. Na primeira fase do programa, ela conquistou os três mestres em degustação às cegas com um chambaril com salada de maxixe e picles de jerimum. A chef escolheu fazer parte do time do português José Avillez - Kátia Barbosa e Léo Paixão são os outros mestres do programa, apresentado pelo francês radicado no Brasil Claude Troisgros e dirigido por LP Simonetti e Aida Silva.

Nas fases seguintes, Giovana Nacarato continuou apostando em pratos que expressam tradições de Pernambuco, a exemplo de uma carne de sol com pirão de queijo coalho, molho de rapadura, farofa de queijo e salada de maxixe. Na última quinta-feira (26), uma prova dividiu os chefs em dois grupos: alguns foram direto para a fase Na Peneira, enquanto outros terão que passar por uma repescagem, que será exibida nesta quinta-feira (2), logo após a reprise da novela Fina estampa. Gi Nacarato é uma das que disputam para trilhar o caminho até a final, exibida em 23 de julho. Exceto o episódio para descobrir o campeão, o programa é inteiramente gravado.

"Estava tranquila na fase Duelos, feliz com minha última prova na etapa Na Pressão, e me sentindo muito vencedora de estar entre tantos cozinheiros incríveis. Agora, em relação à repescagem, estou feliz de saber que vou poder mostrar mais da minha cozinha nesta nova chance", disse, logo após a finalização do capítulo mais recente. A prova terá o tema PF (o popular prato feito). "Não é fácil fazer o simples. O PF é um prato do dia a dia, então emocionar quem o come é um dos maiores desafios do Mestre do sabor até agora”, conta.

Carne de sol com pirão de queijo coalho, um dos pratos e Gi durante o Mestre do Sabor (Foto: Samuel Kobayashi/Globo)
Carne de sol com pirão de queijo coalho, um dos pratos e Gi durante o Mestre do Sabor (Foto: Samuel Kobayashi/Globo)


Gi Nacarato nasceu em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, e foi morar em Caruaru logo aos 2 anos. Ela viveu na “capital do Agreste” até os 22, cursou administração  e resolveu ir para São Paulo com a expectativa de trabalhar com o ramo das massas - sua família é descendente de italianos. “Eu fui estimulada pelo mercado, pois lá qualquer cozinha tem vagas de estágio. Apareceu uma oportunidade em um restaurante japonês chamado Kinoshita, na Vila Nova Conceição. Eu não fazia ideia de como funcionava aquela culinária, pois minha família vivia em torno da cozinha, mas não profissionalmente.” Com apenas um mês, ela assumiu a praça de entradas.

A chef se formou em gastronomia na capital paulista e, apesar da experiência com culinária oriental, acabou retornando aos pratos da terra natal ao ingressar no Mocotó, restaurante de Rodrigo Oliveira,especializado em culinária pernambucana. Desde então, passou por seis casas de São Paulo, além do La Mar Cebichería Peruana. Também chegou a viajar para Portugal, Holanda e Dinamarca realizando eventos. “Foi dentro dessa experiência mais profunda e fazendo esses eventos que eu fui entendendo a importância de defender e exaltar nossa culinária”, conta.

Gi retornou a Pernambuco há quase quatro anos. Atualmente, é  sous-chef nos restaurantes de André Saburó, no Recife, onde desenvolveu o sushi vegano. “Eu sempre quis retornar, pois via como somos ricos, como estamos próximos das feiras e isso representa uma qualidade de vida.” Na cidade onde cresceu, ela é curadora do Festival Comida de Feira, realizado na tradicional Feira de Caruaru.

No período de isolamento social, Nacarato tem sentido a repercussão do programa pelas redes sociais. “Recebo muitas mensagens de pessoas felizes em ver os nomes de Pernambuco e de Caruaru sendo representados”, afirma. Devido ao alcance do programa, a chef agora idealiza cursos on-line, pensados para o período da pandemia. 
Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
China detecta vírus da Covid-19 em frango brasileiro
Rhaldney Santos entrevista o pré-candidato à prefeitura de Jaboatão Pastor Severino
Vacina: 5,7 bilhões de doses já foram compradas no mundo
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco