Diario de Pernambuco
Diario de Pernambuco
Digital Digital Digital Digital
Digital Digital Digital Digital
Notícia de Viver

Internet

Após ter casa destruída, influenciadora de Pernambuco conquista nova residência própria

Publicado em: 08/07/2020 18:00 | Atualizado em: 08/07/2020 18:11

Emylli Thamara em sua nova residência (Foto: Instagram/Reprodução)
Emylli Thamara em sua nova residência (Foto: Instagram/Reprodução)


Após inúmeras adversidades acompanhadas por milhares seguidores, a influenciadora digital pernambucana Emylli Thamara, 24, tem celebrado conquistas pessoais e profissionais. Em meados de 2018, ela teve sua residência, localizada em uma comunidade de Caixa D’Água, no município de Olinda, invadida e saqueada por indivíduos ligados ao tráfico de drogas da área. Esse foi mais um episódio trágico na vida da jovem, que é órfã e mãe solteira. Na semana passada, ela conseguiu comprar uma casa própria e compartilhou a aquisição em sua conta do Instagram, usada para se comunicar com 280 mil seguidores: “Quero passar pra vocês que nunca desistam de sonhar. Mesmo que você veja tudo desmoronar, mantenha a sua fé sempre de pé”.

Embora ainda não tenha chegado aos canais mais tradicionais da mídia, Emylli Thamara é bastante conhecida entre os antenados sobre o universo de influenciadores de Pernambuco. Ela se tornou uma figura constante nas "páginas de fofoca" locais do Instagram ao protagonizar polêmicas com outras celebridades, a exemplo de Ni do Badoque ou Joyce Pereira, mas recentemente tem trabalhado para criar conteúdos motivacionais e sobre o cotidiano. Sua trajetória é interessante para refletir sobre novos rumos do sistema de celebridade local.

Aos oito anos, Thamara perdeu a mãe em um acidente de carro. Ela passou residir com um tia, que também faleceu. Desde então, viveu em diversos abrigos e morou de favor na casa de conhecidos, quando chegou a catar latinhas. Também vendeu brigadeiros para pagar um curso de design de interiores na IBGM (atual Unibra). Ainda na adolescência, começou a se planejar para a construção da tal casa no bairro de Caixa D’água. “Eu me virava. Várias pessoas me ajudaram”, relembra Emylli, em entrevista ao Diario. “Quando fiquei grávida, o pai do meu filho me ajudou a terminar essa casa. Eu cheguei a trabalhar como ajudante do pedreiro, pois só tinha dinheiro para pagar o serviço dele”.

"Quando fui morar lá, a polícia começou a aparecer na vizinhança constantemente", continua, ao explicar sobre as invasões na residência. "Como eu não em envolvia com os traficantes, eles pensavam que eu era a 'X9'. A casa foi saqueada pela primeira vez, então eu peguei alguns móveis que restaram e fui embora para outro bairro. Fiquei com muito medo, apesar de descobrir que eram jovens e adolescentes que trabalhavam vendendo baixas quantidades de drogas. Com o tempo, começaram a arrancar telhas ou a porta".

Emylli Thamara comemorando conquista de nova casa (Foto: Instagram/Reprodução)
Emylli Thamara comemorando conquista de nova casa (Foto: Instagram/Reprodução)


Apesar do abalo emocional e financeiro, o acontecimento ajudou a ampliar a popularidade de Emylli nas redes. "Eu tinha 50 mil seguidores. Após a casa, foi para 80 mil. E seguiu subindo. Na época, várias pessoas falaram que era mentira minha, que eu paguei para os traficantes quebrarem, o que não era verdade. Eu recebia muitos comentários negativos, pois gostava muito de chamar a atenção", admite Thamara, que também chegou a ser assessora da dançarina de brega-funk Dani Costa. “Fiz muitas coisas em atos de desespero, pois eu acreditava que iria conseguir dinheiro se chamasse atenção. Fiz várias coisas calculadas, como uma briga com o Ni do Badoque por causa do sumiço de uma quantidade de dinheiro em uma festa".

Tantas conflitos comentários negativos acabaram resultando em uma tentativa de suicídio em maio deste ano. “Eu pensei que o sofrimento e a solidão iriam acabar quando eu tivesse dinheiro, mas isso não ocorreu. Eu tinha tudo, ao mesmo tempo não tinha nada”, resume. Após todos esses capítulos problemáticos, a influenciadora acredita estar encontrando um caminho mais próspero e tranquilo. Atualmente ela mora no bairro de Santo Amaro, no Recife, e ainda está planejando os detalhes da mudança para a nova casa, que representa um novo capítulo.

"Agora eu acredito que consegui chegar em um ponto que consigo ter o meu espaço, pois estou conseguindo muitos trabalhos. Eu quero ser uma nova Thamara e estou trabalhando em cima disso. As pessoas estão me aceitando, fazendo comentários positivos. Isso para mim é muito gratificante. Meus seguidores estão em dando a oportunidade de mudar e espero que a minha trajetória sirva como inspiração”, finaliza.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Enem para todos com professor Fernandinho Beltrão
Suspeito de assassinar blogueiro e filho adolescente em Rio Formoso se entrega
China detecta vírus da Covid-19 em frango brasileiro
Rhaldney Santos entrevista o pré-candidato à prefeitura de Jaboatão Pastor Severino
Galeria de Fotos
Grupo Diario de Pernambuco