cinema Diretores de "Vingadores - Ultimato" querem bater recorde de "Avatar"

Por: AFP - Agence France-Presse

Publicado em: 20/07/2019 09:55 Atualizado em: 20/07/2019 10:36

Foto: Divulgação/Marvel (Foto: Divulgação/Marvel)
Foto: Divulgação/Marvel
 

 

Os diretores de "Vingadores: Ultimato", os irmãos Joe e Anthony Russo, disseram nesta sexta-feira na Comic-Con que seria "uma grande emoção" superar o recorde de "Avatar" como a maior bilheteria de todos os tempos.


"Ultimato" está a cerca de cinco milhões de superar os 2,788 bilhões de dólares da superprodução de James Cameron. O filme, que encerra um ciclo de 22 filmes do universo cinematográfico Marvel (MCU) que por uma década se interligaram, com super-heróis como Homem de Ferro, Capitão América, Thor, Viúva Negra, Hulk e Gavião Arqueiro, voltou a ser exibido com cenas extras em cerca de 1.400 salas dos Estados Unidos, após estrear em 26 de abril.

 

"James Cameron sempre foi um ídolo para nós, alimentou nossa paixão desde o começo, e estar tão perto de um de seus grandes filmes é muito especial", disse Anthony Russo na maior convenção sobre cultura pop do mundo, realizada anualmente em San Diego (Califórnia, EUA).

Os irmãos disseram que "adorariam trabalhar novamente com a Marvel", mas por enquanto estão focados em outros projetos.

 

A dupla também apresentou o trailer de "Crime sem saída" ("21 Bridges"), protagonizado pelo ator de "Pantera Negra", Chadwick Boseman, e que será lançado em setembro. O drama de ação é sobre um detetive que fecha as pontes e túneis de Manhattan para caçar um assassino de policiais, num filme com muitos tiroteios e perseguições.

 

Em outubro começarão a rodar "Cherry", que será protagonizado pelo ator de "Homem-Aranha" Tom Holland, e apresentará um olhar "maduro" sobre a crise dos opióides nos Estados Unidos, baseado no livro homônimo lançado em 2018 e ambientado em Cleveland, Ohio, a cidade natal dos cineastas. "Essa crise afetou nossas famílias, então esse filme é profundamente pessoal", disse Anthony. "Joe e eu estamos agora numa posição que podemos fazer esse tipo de filmes, queremos usar esse capital que construímos". Os irmãos Russo estão também produzindo "Dhaka" --um filme com Chris Hemsworth ("Thor") filmado na Índia e dirigido por Sam Hargrave-- e uma nova versão de "O caso Thomas Crown" com Michael B. Jordan, que também esteve em "Pantera Negra". Trabalharão também em adaptações do anime japonês "Battle of the Planets" e da graphic novel "Grimjack", assim como uma colaboração com a Netflix baseada no jogo de cartas "Magic: The Gathering".



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.