OPERAÇÃO GRAXA II

Comissário de polícia está entre os presos em operação que desarticulou quadrilha que praticava venda ilegal combustíveis

As investigações apontam que o policial está envolvido no esquema criminoso voltado a prática de furto e venda ilegal de óleo diesel, no Cabo de Santo Agostinho e em Ipojuca, no Grande Recife

Publicado em: 09/07/2024 16:12 | Atualizado em: 09/07/2024 16:16

O comissão de polícia que é alvo das investigações é lotado da Delegacia do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife  (Foto: Arquivo )
O comissão de polícia que é alvo das investigações é lotado da Delegacia do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife (Foto: Arquivo )

Um agente das forças de segurança de Pernambuco está entre as 11 pessoas presas na Operação Graxa II, deflagrada na semana passada, no Grande Recife. A informação foi confirmada por uma fonte ligada à Polícia Civil pernambucana nesta terça-feira (9).

Ao todo, a operação, cujas investigações da primeira etapa começaram em fevereiro de 2022, cumpriu 11 mandados de prisão e 14 de busca e apreensão, todos expedidos pelo Juízo da Vara Criminal da Comarca de Ipojuca, no Grande Recife. 
 
A Operação foi deflagrada no dia 5 deste mês, em que a Polícia Civil executou a segunda fase das investigações, que começaram em fevereiro de 2022.  
 
Na época, a corporação disse que a apuração tinha relação com furto e venda ilegal de óleo diesel, no Cabo de Santo Agostinho e em Ipojuca, no Grande Recife. 
 
O nome e o cargo do agente não foram divulgados oficialmente, mas informações extraoficiais indicam que se trata de um comissário de polícia lotado na Delegacia do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife (RMR). 

Nas investigações conduzidas pela Delegacia de Porto de Galinhas, o policial seria investigado por envolvimento em um esquema voltado à prática de crime contra a Ordem Econômica, Corrupção Passiva, Furto, Receptação e Crime Ambiental.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL