Administração municipal

Recife garante R$ 204 milhões para 50 obras de infraestrutura

Entre os serviços previstos estão novos equipamentos públicos, pavimentação e drenagem, proteção de encostas, restauração de mercados públicos, requalificação de parques e praças e ampliação do Hospital Veterinário

Publicado em: 14/06/2024 07:46 | Atualizado em: 14/06/2024 13:54

Obras em morros estão previstas  (Foto: Priscilla Melo/DP
)
Obras em morros estão previstas (Foto: Priscilla Melo/DP )
O Recife garantiu mais recursos federais para obras de infraestrutura. Segundo a prefeitura,  a maior parte dos R$ 200 milhões foi assegurada por meio da renegociação de dívidas antigas do município.
 
Isso permitiu a abertura de espaço fiscal para uma nova operação de crédito com o Banco do Brasil. 
 
Além disso, o Ministério das Cidades liberou mais R$ 4 milhões do convênio de R$ 40 milhões, firmado em abril com a gestão municipal, para a execução de obras de proteção de encostas. 
 
A oficialização dos repasses ocorreu em Brasília, em evento que contou com a presença do presidente Lula e do prefeito João Campos. 

Previsão 
 
Ainda conforme a prefeitura, com esses recursos será possível iniciar e dar continuidade a mais de 50 obras em toda a cidade.

Entre elas estão:
  • Novos Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) 
  • Unidades de Saúde da Família (USFs), 
  • Hospital da Criança Antônio Carlos Figueira, 
  • Pavimentação 
  • Drenagem
  • Proteção de encostas
  • Restauração de mercados públicos
  • Requalificação de parques, praças e canteiros
  • Recuperação de vias urbanas 
  • Ampliação do Hospital Veterinário 

"Celebramos uma operação de crédito de R$ 200 milhões com o Banco do Brasil, fruto de uma renegociação de dívida do município. Conseguimos o aval da União para renegociar a dívida existente e abrir um novo espaço fiscal para mais obras. Esses recursos permitirão diversas intervenções, incluindo drenagem, construção de praças, unidades de saúde, hospitais e contenção de encostas. Além disso, assinamos a autorização para o início imediato de obras de mais de R$ 4 milhões em encostas, em parceria com o Governo Federal", declarou o prefeito João Campos.

Serviços
 
As obras incluem a intervenção em três encostas nas ruas Goiabeira, Entremontes e Cajueiro, na UR-12, e na rua Sargento Sebastião Chaves, em Jardim Monte Verde, além da barreira da rua Engenheiro Navarro, na comunidade Chagas Ferreira, em Dois Unidos. Essas ações beneficiarão mais de 250 moradores de áreas de risco, garantindo maior segurança e tranquilidade para essas comunidades.

Estas intervenções em encostas, realizadas a partir do convênio com o Ministério das Cidades, visam estabilizar e garantir a segurança das construções ao redor, prevenindo deslizamentos e outros acidentes. Os projetos, executados pela Autarquia de Urbanização do Recife (URB), vão incluir a construção de muros de arrimo, revestimento com tela argamassada, muretas de proteção, drenagem, corrimãos, escadarias e pavimentação.

Histórico
 
Em abril, a Prefeitura do Recife e o Governo Federal assinaram a Ordem de Serviço (OS) para execução de 18 obras de contenção definitiva de encostas que vão beneficiar cerca de 3 mil pessoas moradoras da capital pernambucana. Ao todo, serão investidos R$ 40 milhões advindos do convênio firmado. 

No total, são cinco lotes de obras de contenção de encostas em 13 bairros e comunidades da capital pernambucana, proporcionando segurança e tranquilidade para as 573 famílias que vivem nas áreas. Entre os locais beneficiados, estão Dois Unidos, Água Fria, Jordão, Ibura, COHAB, Bomba do Hemetério, Várzea, Guarabira, Brejo da Guarabira, Alto José Bonifácio, Nova Descoberta, Vasco da Gama, Barro, Milagres.

Desde 2021, as obras de prevenção realizadas em áreas vulneráveis da cidade já beneficiaram 100 mil pessoas, com uma média de 3 obras entregues por dia, entre encostas, muros de arrimo e escadarias, entre outras.
 
Apenas em encostas de grande porte, foram realizadas 96 obras no período, com impacto direto na proteção de quase 10 mil pessoas e investimentos da ordem de R$ 113 milhões. Atualmente, há mais 56 intervenções em execução, que irão garantir a proteção direta de mais outras 9.750 pessoas, totalizando cerca de 20 mil pessoas, com aportes da ordem de R$ 135 milhões.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL