Diario de Pernambuco
Busca

APREENSÃO

PF realiza maior apreensão de cocaína do ano no Aeroporto Internacional do Recife

Ao todo, foram apreendidos 18,5 quilos da droga. Além disso também foram apreendidos dois celulares, U$ 1.700 e 5.000 kwansas angolanos, moeda oficial de Angola, na África

Publicado em: 09/06/2024 16:46 | Atualizado em: 09/06/2024 19:26

A droga estava escondida em duas malas que estavam de posse de duas passageiras que tentavam embarcar em um voo do Recife com destino à África (Foto: Divulgação/PF )
A droga estava escondida em duas malas que estavam de posse de duas passageiras que tentavam embarcar em um voo do Recife com destino à África (Foto: Divulgação/PF )
A Polícia Federal em Pernambuco realizou a maior apreensão de cocaína deste ano no Aeroporto Internacional do Recife, na Zona Sul do Recife.

Duas mulheres, uma de 45 anos e outra de 25, foram presas em flagrante ao tentarem embarcar para Luanda, capital de Angola, na África, com 18,5 quilos da droga nas malas.

Também foram apreendidos dois celulares, U$ 1.700 e 5.000 kwansas angolanos, moeda oficial de Angola, na África. 

O caso aconteceu na sexta (7), mas foi divulgadopela PF, neste domingo (9). 

“As duas proprietárias das malas foram identificadas e levadas até a sala da Polícia Federal, as quais presenciaram a abertura e retirada de dentro da mala de um pó branco que ao  ser submetido a exame narcoteste resultou positivo para cocaína, totalizando um peso bruto de aproximadamente 18,52Kg. Foi a maior apreensão do ano de 2024 desse tipo de droga no Aeroporto dos Guararapes feita pela Polícia Federal”, declarou a PF, por meio de nota.
A droga foi descoberta após exame de raio X, no Aeroporto Internacional do Recife  (Foto: Divulgação/PF)
A droga foi descoberta após exame de raio X, no Aeroporto Internacional do Recife (Foto: Divulgação/PF)
Ainda segundo a PF, em depoimento, as mulheres disseram que “pegaram a droga em São Paulo, porém, não deram maiores detalhes sobre quem as contratou e que receberiam a quantia entre 15 e 20 mil reais quando chegasse em seu destino final. E por fim disseram que resolveram fazer esse transporte da droga em virtude de estarem passando por problemas financeiros”.

Após as prisões, as suspeitas foram conduzidas para a sede da PF no estado, no Bairro do Recife, na área central da capital, onde foram autuadas por tráfico internacional de drogas e associação ao tráfico. Caso sejam condenadas, poderão pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão. 

As presas já passaram por audiência de custódia e tiveram a prisão preventiva decretada, sendo encaminhadas para a Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro do Engenho do Meio, na Zona Oeste do Recife.


PF lidera ranking nacional

Neste domingo (9), a PF em Pernambuco também divulgou que alcançou a liderança nacional de cumprimento de mandados de prisões em 2024. 

Segundo a corporação, de janeiro a maio deste ano, ao todo, já foram cumpridos 667 mandados, o que equivale a 12,10% de aumento em comparação com o mesmo período do ano passado, quando foram contabilizados 595 mandados cumpridos. 

“Em segundo lugar está o Rio Grande do Sul com 493 prisões efetuadas. Ao todo, Pernambuco conseguiu dar cumprimento à 667 mandados de prisão de janeiro a abril de 2024, em trabalho conjunto com o Núcleo de Fiscalização de Tráfego Internacional (NFTI) e com os grupos de capturas de Caruaru e Salgueiro e policiais militares, dirigido à execução de prisões em aberto. E dentre essas prisões, vários abusadores de crianças tiveram sua prisão efetuada”, ressaltou a corporação. 

Ainda segundo a PF pernambucana, dentre essas prisões, desde janeiro até agora, um total de 27 foram de suspeitos de cometer estupro de vulnerável contra crianças, que já foram capturados e presos, além de vários outros que estão sob a mira do grupo de capturas da PF. 

Ainda segundo a PF, a última prisão aconteceu no dia na quinta (6), na cidade de Igaratá, no Interior do Estado de São Paulo, pela corporação pernambucana com o apoio da PM de São Paulo, por cometer crimes sexuais contra menores. 

“O preso responde a três processos por estupro de vulnerável, todos ocorridos em Pernambuco. Após sua prisão ele foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Igaratá/SP, onde ficará à disposição da 2ª Vara de Crimes Contra a Criança e Adolescente-PE”, declarou a PF pernambucana.

Análise 

Em entrevista ao Diario de Pernambuco, o superintendente da PF em Pernambuco, Antônio de Pádua, destacou os resultados da corporação pernambucana em meio a uma política dentro da PF de capturar pessoas condenadas pela Justiça em todo o país. 

“A gente está com esse trabalho sendo realizado no país inteiro. Tem uma política que está sendo bem incentivada dentro da PF que é em busca de criminosos que já estão praticamente condenados e com prisões judiciais decretadas. Então isso vem acontecendo ao longo dos últimos dois anos. E tem sido muitíssimo produtivo e positivo no Brasil, e em Pernambuco vem se destacando nesse contexto todo”, destacou Pádua. 

Ainda segundo o gestor, nos 12 meses do ano passado, a corporação cumpriu mais de 1,5 mil mandados de prisão. O superintendente acredita que esse número pode ser batido este ano. 
Superintendente da PF em Pernambuco, Antônio de Pádua (Foto: Arquivo )
Superintendente da PF em Pernambuco, Antônio de Pádua (Foto: Arquivo )

“Evoluímos na estrutura do Grupo de Capturas da PF e atingimos esse número de prisões de forma muito positiva. Eu me arrisco em dizer que tendo em vista não somente homicidas estão sendo presos, mas sim também estupradores, traficantes, e outros tipos de crime, A nossa ideia é aperfeiçoar cada vez mais para podermos cumprir mandados em tempo maia ágil. Só para ter ideia, em 2022, quando ainda não tínhamos implementado a política de captura, durante todo aquele ano, fizemos mais de 40 prisões. Então saimos de 40 prisões em um ano todo para 667 mandados nos primeiros cinco meses deste ano. Vamos continuar trabalhando para continuar avançando, sem dúvidas, vamos terminar 2024 com um número ainda maior”, enfatizou o superintendente.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL