Diario de Pernambuco
Busca

Condenação

Justiça condena três por latrocínio de juiz em Jaboatão

O crime aconteceu em outubro de 2023. Dois homens foram absolvidos

Publicado em: 10/06/2024 18:48 | Atualizado em: 10/06/2024 21:46

O magistrado foi morto dentro do próprio carro no dia 19 de outubro de 2023, no bairro de Candeias (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)
O magistrado foi morto dentro do próprio carro no dia 19 de outubro de 2023, no bairro de Candeias (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)
A Justiça condenou três dos cinco acusados de envolvimento no latrocínio do juiz Paulo Torres Pereira da Silva, de 69 anos. A setença foi publicada nesta segunda-feira (10). 
 
O magistrado foi morto dentro do próprio carro no dia 19 de outubro de 2023, no bairro de Candeias, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Ele estava a 300 metros de casa quando foi abordado pelos criminosos, que estavam em um veículo roubado.

Sentenças

Yure Romenique Alves da Silva foi condenado a 26 anos de reclusão por latrocínio, receptação, adulteração de sinal identificador de veículo e corrupção de menor.

Já Marcos Vinícius Santana da Silva foi sentenciado a 25 anos de prisão pelos crimes de latrocínio, adulteração de sinal identificador de veículo e corrupção de menor.

Kauã Vinícius Alves da Rocha foi condenado pelos mesmos crimes de Marcos, mas a 24 anos de prisão por ser menor de 21 anos. 
 
Marcos e Kauã confessaram o crime e, por isso, tiveram a pena reduzida. 

Esdras Ferreira de Lima e Alcides da Silva Medeiros Júnior, autuados pela Polícia Civil pernambucana por latrocínio e por participação no crime, foram absolvidos. 

"Com relação aos acusados Esdras e Alcides não há provas suficientes para condená-los. Embora o veículo tenha sido apreendido na casa de Alcides, restou demonstrado que foi o acusado Kauã Vinícius que deixou naquele local, para contratar o serviço envelopamento, não havendo nenhuma prova do envolvimento de Esdras e Alcides com o referido veículo", destacou a juíza Roberta Barcala Baptista Coutinho, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Jaboatão.
 
Segundo depoimentos, o objetivo era roubar um carro, e o juiz Paulo foi escolhido por ser idoso. Marcos Vinícius afirmou em juízo que foi o autor do disparo que matou o magistrado porque ele reagiu.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL