Diario de Pernambuco
Busca

Saúde

Imip alerta para risco de queimaduras nas festas juninas

Em 2023, segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ), cerca de 1 milhão de pessoas tiveram esse problema

Publicado em: 06/06/2024 13:41 | Atualizado em: 06/06/2024 13:48

Imip fica no Recife  (Foto: Arquivo)
Imip fica no Recife (Foto: Arquivo)
O Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no Recife, fez, nesta quinta (6), um alerta para os riscos dos acidentes com queimaduras e os traumas nos festejos juninos. 
 
A iniciativa faz parte das ações do Junho Laranja, mês de conscientização para as queimaduras e os traumas que elas podem causar. 

O Ministério da Saúde destaca que, embora sejam mais lembradas especialmente nesta época, as queimaduras ocorrem durante todo o ano. 
 
Dados do ano passado da Sociedade Brasileira de Queimaduras (SBQ) indicam que, no Brasil, anualmente,  cerca de 1 milhão de pessoas sofrem queimaduras, das quais 100 mil procuram atendimento médico. 
 
As crianças e idosos são a parcela da população mais vulnerável. A maioria dos acidentes (70%) ocorre dentro de casa.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão (SBCM) chama a atenção para o fato de que, no mês em que ocorrem as festas juninas, a incidência de acidentes com queimaduras tem grande destaque. 

"O mais importante é a prevenção. Apenas solte fogos de artifício em locais abertos e longe das pessoas, mantenha-os longe de líquidos inflamáveis e de crianças. Se mesmo com os cuidados um acidente ocorrer, é necessário manter a calma e lavar o ferimento com água corrente em temperatura ambiente, de forma abundante, cobrir a área com um pano úmido e procurar atendimento médico", explicou o cirurgião plástico do IMIP, Daniel Dias. O médico aconselha ainda para o que não se deve fazer em caso de lesão: "Não utilize água gelada, gelo, ou substâncias como manteiga, pasta de dente, clara de ovo ou borra de café", alertou. 

Os médicos destacam que uma queimadura pode ter vários graus, saindo de um quadro mais simples de ser tratado para algo que merece um tratamento mais específico e demorado.
 
"Em casos de queimaduras extensas, ou que acometam áreas como o rosto, genitália, extremidades ou queimaduras em crianças, é imprescindível procurar o centro especializado de queimados em Pernambuco, no Hospital da Restauração", complementou o médico. 

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL