Cidadania

Estado lança edital para fortalecer pesquisas sobre igualdade étnico-racial

Edital Solano Trindade está na segunda edição e apoiará projetos de pesquisa e extensão

Publicado em: 20/06/2024 14:02 | Atualizado em: 20/06/2024 14:09

Facepe fica no Recife  (Foto: Divulgação)
Facepe fica no Recife (Foto: Divulgação)
O Governo do Estado lançou o edital Solano Trindade. 
 
A meta é apoiar o desenvolvimento de projetos de pesquisa científica, tecnológica e de inovação voltados para a implementação de políticas de ações afirmativas étnico-raciais.
 
Com valor global estimado em até R$ 1, 8 milhão, há a previsão de atendimento de 12 propostas aprovadas.
 
A iniciativa é da Fundação de Amparo à Pesquisa de Pernambuco (FACEPE), instituição vinculada à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI/PE).
 
Ela foi construída em parceria com a Secretaria da Mulher de Pernambuco (SecMulher-PE). 
 
Como funciona 
 
O edital oferece suporte a pesquisadores, Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros (NEABs), Núcleos de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas (NEABIs) e grupos de pesquisa correlatos, proporcionando melhores condições para a gestão de suas atividades.
 
A ideia é incentivar o fortalecimento institucional dos NEABs e de grupos de pesquisa correlatos nas Instituições de Ensino Superior (IES) de Pernambuco que realizam pesquisas e ações de inovação focadas no enfrentamento do racismo e na redução das desigualdades étnico-raciais.

"Ao apoiar projetos que promovam políticas afirmativas, essa iniciativa não apenas enriquece o conhecimento acadêmico, mas também contribui para a construção de uma sociedade mais justa e inclusiva. É um passo significativo para enfrentar o racismo e promover a igualdade de oportunidades em Pernambuco", pontuou a presidente da Facepe, Fernanda Pimentel. "O edital promove a integração entre pesquisa e extensão acadêmica através de projetos que investiguem e promovam ações aliadas à inovação tecnológica inclusiva para reduzir desigualdades étnico-raciais. As soluções podem surgir por meio de produtos, equipamentos, serviços e métodos que promovam a igualdade étnico-racial no contexto pernambucano. É também um edital que busca a interiorização de seu alcance, por isso, reunimos todos os atores do ecossistema de inovação e de pesquisa na região do Agreste pernambucano", completou o gestor de Inovação da FACEPE, Igor Teixeira.

De acordo com a gerente de Formação e Gênero da SecMulher, Ianne Galvão,  pensar em editais mais inclusivos e equânimes é uma forma de contribuir com a mudança da sociedade, da academia e da gestão pública. "A gente só consegue mudar a sociedade para além da pesquisa e da extensão se a gente caminhar juntos com a política pública. E é nesse interesse que a SecMulher faz parte também da construção de alguns editais da Facepe", pontuou.

 Como fazer 
 
A submissão para o edital Solano Trindade segue até 31 de julho e acontece no Sistema AgilFAP (www.agil.facepe.br). Os interessados podem acessar a publicação no site da Facepe (www.facepe.br).

Tags: raças | etnias | pesquisas | facepe | edital |
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL