Diario de Pernambuco
Busca

Combate ao crime

Conhecido como "predador sexual da Torre", suspeito de quatro estupros é preso no Recife

Polícia chegou ao homem depois de ele cometer um "deslize' durante um assalto a um taxista

Publicado em: 07/06/2024 14:01 | Atualizado em: 07/06/2024 14:32

Delegacia vai apurar o crime  (Foto: Arquivo)
Delegacia vai apurar o crime (Foto: Arquivo)
Uma investigação de um roubo a um taxista levou a Polícia Civil pernambucana a prender um homem  chamado pelos investigadores de “predador sexual da Torre”. 

A prisão do suspeito, de 48 anos, aconteceu na quinta (6), depois que o criminoso cometeu um "deslize". 
 
Os  detalhes foram repassados nesta sexta (7), em coletiva à Imprensa, na sede operacional da corporação, no bairro da Boa Vista, na área Central do Recife. 
 
Segundo a polícia, ele tem envolvimento em ao menos quatro estupros de mulheres, na Torre, na Zona Oeste da capital. 
 
Um dos crimes, segundo os investigadores, aconteceu na Avenida Beira-Rio, um dos locais mais movimentados da área. 

Como a polícia descobriu tudo
 
Identificado como Edvan do Nascimento, ele foi localizado após um assalto a um taxista. 
 
Segundo a polícia, o suspeito pegou a corrida em Afogados, na Zona Oeste da capital, para a  Madalena, também na mesma região. 
 
Conforme o delegado responsável pelas investigações, Alessandro Orico, após roubar o taxista, o suspeito deixou cair a carteira e um molho de chaves.
 
Esse deslize do criminoso auxiliou a polícia a identificá-lo. 
Ele foi preso em uma residência, no bairro da Mangueira, na Zona Norte da capital. 

Histórico 
 
Ainda segundo o investigador, o criminoso já foi condenado três vezes pelos crimes de estupro. 
 
Ao menos, segundo a polícia, ele já cometeu quatro crimes sexuais contra mulheres, entre os anos de 2016 a 2023. 

“É um suspeito de alta periculosidade que retiramos das ruas. É um verdadeiro predador sexual contumaz, e que já foi condenado anteriormente por praticar estupros contra mulheres na região da Torre", declarou Orico.
 
O delegado afirmou, ainda, que, as vítimas eram abordadas e ameaçadas com faca. 
 
Todas  foram abusadas em locais ermo, como becos.
 Além de praticar crimes sexuais, o suspeito praticava roubos e aterrorizava aquela região. 
 
"Conseguimos identificá-lo após ele deixar cair a carteira e as chaves de casa no táxi. Com isso, conseguimos localizar o local em que ele morava e realizamos a prisão em flagrante”, explicou o delegado Alessandro Orico.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL