Fora de serviço

Chuva prejudica sistemas de abastecimento de água em cidades do interior

Compesa informou que há problemas nas Zonas da Mata Norte e Sul e no Agreste e no litoral, ainda nesta terça (18)

Publicado em: 18/06/2024 10:19 | Atualizado em: 18/06/2024 11:02

Sistema Amaraji foi afetado  (Foto: Compesa)
Sistema Amaraji foi afetado (Foto: Compesa)
Devido às fortes chuvas registradas no sábado (15) e domingo (16), sistemas de abastecimento de água foram prejudicados em Pernambuco. 
 
Segundo a Companhia Pernambucana de Abastecimento (Compesa), várias cidades ainda estão sem o serviço nesta terça (18). 

Ao todo, nove unidades operacionais estão paradas ou tiveram a vazão reduzida devido à falta de energia elétrica, elevada turbidez da água,  em virtude da quantidade de sedimentos carreados pelos rios ou em virtude da necessidade de serviços de manutenção emergencial. 
 
"Equipes da Compesa estão atuando para restabelecer a operação dos sistemas, com a máxima brevidade, e regularizar o abastecimento para a população afetada", informou a empresa, por meio de nota.
 
Detalhes
 
Ainda segundo a Compesa, a queda de uma árvore sobre a rede elétrica de alta tensão das Estações Elevatórias 1 e 2 do Sistema Amaraji motivou uma redução de 50% na vazão de água em Gravatá, no Agreste. 
 
A previsão é que ao longo desta terça, a vazão total do sistema seja recuperada. 
 
Na Mata Sul, está sem energia elétrica a Estação Água Fria de Baixo, que atende a cidade de Sirinhaém.
 
 O município de Amaraji está com abastecimento comprometido pela ausência de energia elétrica na unidade Amora Grande. 

A elevada turbidez da água devido ao volume considerável de sedimentos carreados pelos rios atingiu algumas unidades da Compesa.
 
Na Mata Norte, a ETA Chã de Alegria está parada e o município está sem água, assim como também está parada pelo mesmo motivo a ETA Itaquitinga, afetando o abastecimento do município. 
 
A estação elevatória Pata Choca, que integra o Sistema de Abastecimento de Água de Escada, na Mata Sul, também foi afetada.

Em Camocim de São Félix, no Agreste, a vazão habitual foi reduzida em função da turbidez elevada na ETA Camocim e na estação elevatória Estreito do Norte. 
 
Em Tamandaré, no Litoral Sul,  e no distrito de Saué, na Mata Sul, o abastecimento foi suspenso devido à necessidade de uma manutenção emergencial na parte hidráulica da ETA Saué.
 
Um serviço emergencial a causa da paralisação da ETA Vila de Santana, que atende o município de São Joaquim do Monte, no Agreste.
 
"Os técnicos da Compesa estão realizando ajustes operacionais nos sistemas para regularizar a qualidade da água e restabelecer o fornecimento", acrescentou a nota. 
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL