Diario de Pernambuco
Busca

Controle financeiro

Até R$ 670 mil por show de sertanejos: veja os líderes no ranking dos "megacachês" do São João nas prefeituras do Estado

Levantamento foi divulgado oficialmente no site especial do Ministério Público (MPPE), que montou Painel da Transparência dos Festejos Juninos

Publicado em: 10/06/2024 10:52 | Atualizado em: 10/06/2024 13:03

Zé Neto e Cristiano lideram em cachês no São João  (Foto: Reprodução/Facebook)
Zé Neto e Cristiano lideram em cachês no São João (Foto: Reprodução/Facebook)
O famoso em todo o Brasil, o São João é uma das tradições mais fortes do Nordeste. 
 
O período é marcado pelos festejos, com muitos shows, comidas típicas e animação. 
 
Cada cidade se organiza para proporcionar eventos especiais e autoriza gastos com artistas e infraestrutura. 
 
Diante da preocupação com os custos dos festejos, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) montou um site  especial para fiscalizar as planilhas das prefeituras nesse período. 
 
Assim, foi possível, até agora, encontrar oficialmente na contabilidade dos municípios "megacachês". 
 
No Painel de Transparência dos Festejos Juninos de 2024, estão informações claras sobre quanto algumas prefeituras, no ano eleitoral, vão desembolsar para ter os artistas animando os moradores.
 
Os números chamam a atenção: tem artista ganhando até R$ 670 mil por apenas um show. 
 
Até a sexta (7), o painel reunia informações do governo estadual e das prefeituras sobre 190 atrações contratadas para eventos em 22 municípios. 
 
“Em dez dias de funcionamento temos uma colaboração crescente dos gestores, o que dá uma transparência cada vez maior sobre os artistas contratados para as festas e quanto tem sido investido na promoção cultural”, avaliou, nesta sexta-feira (7), o Procurador-Geral de Justiça, Marcos Carvalho


Veja o Top 10 dos municípios e os artistas com maiores cachês  


Araripina - Zé Neto e Cristiano - R$ 670 mil 
Araripina -  Maiara e Maraísa - R$ 654 mil
São Caetano - Bruno e Marrone - R$ 650 mil
Petrolândia - Leonardo - R$ 650 mil
Caruaru - Projeto À Vontade: Luan Estilizado, Raí Saia Rodada e Zezo - R$ 600 mil
Saloá - Xand Avião - R$ 600 mil
Araripina - Xand Avião - R$ 550  mil
Santa Terezinha - Xand Avião - R$ 550 mil
Itapetim - Matheus e Kauan - R$ 510 mil
Caruaru -  Banda Raça Negra - R$ 500 mil

Ainda conforme as informações disponibilizadas pelo Ministério Público de Pernambuco, veja os municípios que mais investiram em atrações, no total.

Caruaru - 46 atrações - R$ 10,47 milhões 
Araripina - 22 atrações - R$ 6,44 milhões
Arcoverde - 11 atrações - R$ 2,32 milhões
Petrolândia - 4 atrações - R$ 1,31 milhões
Itapetim - 5 atrações - R$ 1,27 milhões

Conheça o painel 
 
Segundo a divulgação, o painel é composto apenas pelos dados espontaneamente informados pelos entes públicos colaboradores (Estado de Pernambuco e respectivas municipalidades), contando as contratações públicas de artistas para shows realizados entre 1ª de junho e 31 de julho deste ano, com base nos investimentos para as festas juninas.

De acordo com a entidade, o levantamento foi feito com apoio do Tribunal de Contas do Estado, contando ainda com a colaboração de outros parceiros, como a Associação Municipalista de Pernambuco e a Associação de Controladores Municipais.

Selo 
 
Quem aderir ao Painel dos Festejos Juninos do MPPE receberá um selo de transparência. Nesse portal, o leitor pode conferir dados por município e artista contratado. Na seção Dados Abertos do painel, verifica-se a fonte dos recursos usados para os cachês dos artistas.

O painel é coordenado pelo Centro de Apoio Operacional em Defesa do Patrimônio Público do MPPE e foi desenvolvido pela equipe de Tecnologia da Informação da instituição.
 
A iniciativa tem apoio do Ministério Público de Contas, da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), da Associação dos Controladores Municipais e das Secretarias Estaduais de Cultura, Turismo e Lazer. 

MAIS NOTÍCIAS DO CANAL