Diario de Pernambuco
Busca

Latrocínio

Acusado de matar turista carioca em Boa Viagem no carnaval fará exame de sanidade mental

Edva Alexandre da Silva passou por audiência de instrução e julgamento nesta segunda-feira (3)

Publicado em: 03/06/2024 17:37

Talles era engenheiro e atuava na área de petróleo e gás
 (Foto: Reprodução/Instagram)
Talles era engenheiro e atuava na área de petróleo e gás (Foto: Reprodução/Instagram)
O homem acusado de ter matado o turista carioca Talles do Couto Lemgruber Kropf, de 35 anos, no dia 14 de fevereiro, durante um assalto em Boa Viagem, passou por audiência de instrução e julgamento nesta segunda-feira (3). A sessão foi realizada no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, na ilha de Joana Bezerra, área central do Recife. 

A Justiça determinou que Edva Alexandre da Silva, de 35 anos, seja submetido a exames de sanidade mental dentro de 30 dias. A decisão atende a um pedido da Defensoria Pública do Estado.

“Na mesma sessão de audiência de instrução e julgamento, presidida pelo juiz da 13ª Vara Criminal da Comarca da Capital, Roberto Jordão de Vasconcelos, foi deferida, de acordo com o pedido da defesa, a realização de perícia para constatação da sanidade no réu (imputabilidade), já que ele é drogadito de longa data. O Ministério Público não se opôs ao requerimento”, explicou o TJPE, em nota.

Na audiência, que foi das 9h às 12h, foram ouvidas quatro testemunhas, sendo três de acusação e uma informante. Duas testemunhas foram dispensadas e nenhuma das testemunhas de defesa foi convocada pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) para a audiência. Por fim, o réu passou por um interrogatório e confessou ter cometido o crime.

Apesar de ter assumido o crime, Edva declarou não ter tido a intenção de matar a vítima durante a ação do roubo.

“Caso a perícia de sanidade, comprove a inimputabilidade de Edvá Alexandre da Silva, e haja comprovação da materialidade e autoria, ele cumprirá medida de segurança no Hospital de Custódia e Tratamento Psiquiátrico de Pernambuco (HCTP-PE). Até a prolação da sentença, o réu continuará preso preventivamente no Presídio de Igarassu”, informou o TJPE.

Caso o exame conste que Edva possua algum transtorno mental, ele será absolvido do crime e passará por um tratamento. Também há possibilidade de que o exame indique que o acusado não tinha discernimento do crime que cometeu e a pena pode ser reduzida.

Relembre o caso

O carioca Talles de Couto estava no Recife desde o dia 11 de fevereiro para passar o carnaval e tinha saído Carvalheira na Ladeira, em Olinda, para encontrar alguns amigos em um bar depois da festa. Enquanto estava indo ao encontro dos colegas, reagiu a uma tentativa de assalto em Boa Viagem e acabou sendo esfaqueado. O crime aconteceu por volta da 0h25 de quarta-feira.
 
Uma hora depois, os amigos receberam a notícia de que o carioca estava caído na rua, perto da entrada da comunidade do Pocotó, em Boa Viagem. O engenheiro ainda foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em estado grave.

Ele deu entrada, segundo a UPA, "em parada cardiorrespiratória, com história de lesão por arma branca em hemitórax esquerdo, apresentando sangramento intenso". No entanto, ele não resistiu e morreu no mesmo dia. Talles era engenheiro e atuava na área de petróleo e gás.

O acusado de ter assassinado o turista foi preso no dia 23 de fevereiro em um conjunto habitacional no bairro do Pina e o homem foi levado para a sede da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro.

De acordo com o delegado Caio Moraes, a força da facada foi tão grande que o instrumento quebrou durante o golpe e o turista ficou com parte da faca no peito e o suspeito fugiu com o pedaço do cabo.

Edva Alexandre da Silva está preso no Centro de Observação Criminológica e Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL