LEI SECA

16 anos da Lei Seca nas BRs: Estado tem queda de acidentes provocados por motoristas bêbados

Pernambuco segue a tendência nacional de redução de ocorrências com a combinação de bebida e volante nas BRs

Publicado em: 19/06/2024 11:38 | Atualizado em: 19/06/2024 15:11

Este ano, até agora, a PRF atendeu 64 sinistros, com 54 feridos e quatro mortes. (Foto: Divulgação/PRF)
Este ano, até agora, a PRF atendeu 64 sinistros, com 54 feridos e quatro mortes. (Foto: Divulgação/PRF)
A Lei Seca completa, nesta quarta (19), 16 anos. A medida entrou em vigor em 2006 para tentar impedir que motoristas pegassem o voltante depois de ingerir bebidas alcoólicas. 

Para marcar essa data, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) fez um levantamento e apontou a queda do número de acidentes envolvendo motoristas bêbados, tanto no Estado como no Brasil.  

A norma institui tolerância zero para motoristas que dirigem após consumir bebidas alcoólicas.

Também definiu a conduta como infração de trânsito gravíssima, sujeitando o infrator a multas e suspensão do direito de dirigir por doze meses.

Números em Pernambuco

Os dados divulgados pela PRF relativos a Pernambuco seguem a tendência nacional de redução na ocorrência de sinistros decorrentes de embriaguez ao volante.

Em 2023, cerca de 148,3 mil motoristas que circulavam por BRs pernambucanas fizeram o teste de alcoolemia. 

Em 283 casos ficou constatada a ingestão de álcool, e outras 1.752 pessoas foram autuadas pela recusa ao "bafômetro".

De acordo com a corporação, no ano passado, foram atendidos 142 acidentes, com 134 feridos e oito mortes.

Na comparação com 2019, a diminuição foi de 44,9%. 

A queda no número de mortes foi ainda mais expressiva, marcando 81%. Em 2019, 33 pessoas perderam a vida.

2024

Este ano, até agora, a PRF atendeu 64 sinistros, com 54 feridos e quatro mortes.

Do total, 14 foram registrados na BR-428, que assumiu a liderança dentre as rodovias. 

Nestes seis primeiros meses de 2024, mais de 52 mil testes do "bafômetro" foram aplicados; 69 condutores ingeriram bebidas alcoolicas antes de dirigir e 615 se recusaram a passar pelo “bafômetro”.

Ranking

Em 2023, o ranking das rodovias federais em território pernambucano em que sinistros relacionados ao consumo de álcool são mais registrados estão as BRs 232, 101 e 423.

No último ano, a BR-232 liderou o ranking com 50 sinistros, 57 feridos e cinco mortos.

No Brasil

Em 2023 a PRF realizou, em todo o País, mais de 50 mil ações específicas para fiscalizar condutas de motoristas envolvendo álcool e direção.

A corporação apontou que, no ano passado,  o registro de acidentes de trânsito provocados por motoristas que tinham bebido foi o menor em cinco anos, no Brasil. 

Na comparação com 2019, ano pré-pandemia de Covid, que restringiu a fiscalização presencial, a queda foi de 33,6%. 

As estatísticas de mortes e feridos nestes sinistros, na comparação entre os mesmos períodos, também tiveram queda.
MAIS NOTÍCIAS DO CANAL